Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

SUBSÍDIO Lição 5 - Fruto do Espírito: o eu crucificado

 



INTRODUÇÃO 

- O fruto do Espírito Santo é uma noção das Escrituras Sagradas que nos mostram que a vida de comunhão com Deus não é algo teórico, mas uma transformação que modifica totalmente as ações do verdadeiro e autêntico servo do Senhor. 

- A presença do fruto do Espírito Santo é a verdadeira identidade do cristão, pois, como nos ensinou o próprio Jesus, pelos frutos temos condição de conhecer a condição espiritual das pessoas (Mt.7:16-20). 

I - LIÇÕES ESPIRITUAIS DO CONCEITO DE FRUTO 

- Na continuidade do estudo da doutrina bíblica da atuação do Espírito Santo, estaremos a estudar o fruto do Espírito, que a Declaração de Fé das Assembleias de Deus mostra ser um dos elementos da obra do Espírito Santo, que consiste em “...dar prosseguimento ao plano de salvação idealizado por Deus Pai e executado pelo Deus Filho [Jo.14:16,17]…” (DFAD III.6, p.44). - Este elemento da obra do Espírito Santo consiste em produzir “…nas pessoas as virtudes que refletem o caráter de Deus, denominado fruto do Espírito: ‘amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança’ (Gl.5:22,23).…” (DFD III.6, p.44). 

 Sabemos que, para nos ensinar as realidades espirituais, que só podem ser discernidas espiritualmente (I Co.2:12-15), Deus, através da Sua Palavra, usou de figuras naturais, de realidades terrestres, a fim de que nossa mente pudesse bem entender a Sua revelação (Jo.3:12). 

- As parábolas de Jesus são um exemplo deste eficaz método de ensino divino, mas não foi apenas nas parábolas que Deus Se utilizou desta técnica, que nos permite conhecer as coisas eternas que são, precisamente, aquelas que não podemos perceber através de nossos sentidos físicos (II Co.4:18). 

- Uma destas figuras foi a do fruto, conceito que foi amplamente utilizado nas Escrituras Sagradas e que é o objeto de nossa lição presente, pois se trata da base do conceito de "fruto do Espírito Santo". - A primeira vez que a palavra "fruto" é utilizada na Bíblia foi em Gn.1:11, na narrativa da criação dos vegetais terrestres, no terceiro dia da criação. Naquela oportunidade, Deus mandou que surgissem na terra

Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.




Dinâmica Lição 05: Fruto do Espírito: o Eu Crucificado

 

Dinâmica: O Fruto Desejado

Objetivos:

Estudar sobre o Fruto do Espírito.

Destacar a importância da manifestação das 09 virtudes do Fruto do Espírito na vida cristã.

Material:

01 tangerina sem casca(deixem apenas 09 gomos)

Nomes das 09 virtudes digitadas

01 quadro ou cartolina

01 rolo de fita adesiva

Procedimento:

– Apresentem a tangerina e falem: o Fruto do Espírito pode ser comparado a esta tangerina, para efeito didático. Vejamos a razão: é um todo composto por 09 partes, como uma laranja e seus gomos. Cada parte, uma virtude.

– Falem, também: Agora vamos conhecer o nome de cada virtude. À medida que um aluno estiver lendo, de forma pausada, Gálatas 5. 22 e 23, coloquem os nomes digitados no quadro ou cartolina, formando um círculo.

– Afirmem: Estudar sobre o propósito do fruto do Espírito é o tema da nossa aula.

– Então, comecem o estudo do tema, enfatizando a importância da manifestação das 09 virtudes do Fruto do Espírito na vida cristã.

Por Sulamita Macedo.

fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Subsídio Lição 4 - A atualidade dos dons espirituais

 



INTRODUÇÃO 

- O batismo com o Espírito Santo, a chamada “segunda bênção”, é apenas o primeiro degrau da manifestação do poder do Espírito Santo na Igreja. Depois do revestimento do poder, também chamado de “dom do Espírito Santo” (cf. At.2:38; 10:45), o Senhor deixa à disposição uma série de dádivas para que Seu povo possa eficazmente cumprir as tarefas cometidas à Igreja até que o Senhor Jesus volte para buscá-la. São os “dons do Espírito Santo” que o Espírito reparte particularmente a cada crente como quer (I Co.12:11). 

- Preocupante, porém, tem sido a negligência da esmagadora maioria dos crentes pentecostais na atualidade na busca destes dons, uma necessidade premente na Igreja, notadamente quando se aproxima o dia da volta de Cristo, o que faz com que vivamos dias trabalhosos, de aumento da iniquidade e, portanto, de grande opressão maligna, a exigir, de cada um de nós, o máximo de poder de Deus que pudermos obter de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 

I – OS DONS ESPIRITUAIS FORAM POSTOS À DISPOSIÇÃO DA IGREJA PELO PRÓPRIO SENHOR 

- Uma das operações do Espírito Santo entre os homens é a de transmitir poder a fim de que o nome do Senhor seja glorificado. A transmissão de poder dá-se a partir do revestimento de poder, que é o batismo com o Espírito Santo, conforme dito pelo próprio Jesus em Lc.24:49. 

- Entretanto, a transmissão de poder não se limita ao batismo com o Espírito Santo. Ao contrário do que muitos crentes acham, o batismo com o Espírito Santo é apenas o início desta transmissão de poder, o estágio inicial para uma vida de consagração a Deus e de vaso para que o poder de Deus se manifeste a favor da humanidade. 

- Não é por outro motivo que o batismo com o Espírito Santo é o primeiro ato revelador da Igreja para os homens, no limiar do livro de Atos dos Apóstolos. Que tenhamos este entendimento para que, ao contrário do que anda ocorrendo na igreja dos nossos dias, os crentes não se satisfaçam com o batismo com o Espírito Santo e encerrem sua jornada espiritual no seu primeiro degrau. 

OBS: É elucidativo verificar que uma das reuniões da Congregação Cristã no Brasil, denominação pentecostal criada em 1910, no Brasil, também sob o impacto do avivamento da rua Azusa, é chamada de “busca de dons”, a refletir, portanto, qual era o pensamento e a mentalidade vigentes no início do avivamento que deu início ao movimento pentecostal mundial, pensamento e mentalidade que precisam ser resgatados na atualidade, máxime quando se aproxima o dia do arrebatamento da Igreja. Como nos alerta a Palavra de Deus, “quem é santo, seja santificado ainda” (Ap.22:11 “in fine”), “porque a nossa salvação está, agora, mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Rm.13:11 “in fine”).


Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.




Dinâmica Lição 04: A Atualidade dos Dons Espirituais

 

Dinâmica: Os Dons Espirituais

Objetivos:

Introduzir o estudo sobre os dons espirituais.

Conhecer os tipos de Dons Espirituais.

Material: 03 caixas de presente.

Na caixa 01 colocar papel digitado com os dons que manifestam a sabedoria de Deus: Palavra da Ciência, Discernimento de Espíritos e Palavra da Sabedoria.

Na caixa 02 colocar papel digitado com os dons que manifestam o poder de Deus: Fé, Dons de Curar e Operação de Maravilhas.

Na caixa 03 colocar papel digitado com os dons que manifestam a mensagem de Deus: Profecia, Variedade de Línguas e Interpretação das Línguas.

Procedimento:

- Falem que os Dons Espirituais são concedidos pelo Espírito Santo ao povo de Deus. Eles podem ser considerados como valiosos presentes.

- Apresentem as 03 caixas de presente e distribuam para 03 pessoas da classe.

- Solicitem que abram as caixas, uma de cada vez.

- Ao abri-las, peçam para olhar o conteúdo do presente. Então, ao retirar o papel digitado, solicitem para que o aluno leia para a turma.

- Quando for lido os dons que manifestam a sabedoria de Deus, falem que este será o tema da aula deste domingo.

- Quando for lido sobre os dons que manifestam o poder de Deus, falem que este será o tema da  próxima lição (07).

- Quando for lido sobre os dons que manifestam a mensagem de Deus, falem que este assunto pode ser inserido na lição 08.

- Para concluir, leiam I Co 12.01,04,07 e 11 e falem da importância dos dons para a Igreja.

Por Sulamita Macedo.

fonte:http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Subsídio Lição 3 - O batismo no Espírito Santo

 


 

INTRODUÇÃO 

 -O Espírito Santo atua nos nossos dias como atuou desde o dia de Pentecostes, quando desceu sobre os discípulos no cenáculo e, portanto, qualquer salvo pode ter esta experiência. -Este é o principal ensinamento bíblico pentecostal e que deve não só ser conhecido e pregado por todos os crentes pentecostais, mas experimentado na vida de cada um.

 A SALVAÇÃO NÃO SE CONFUNDE COM O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO-A primeira operação do Espírito Santo, na atual dispensação, diz-nos Jesus, ao anunciar a Sua vinda a Terra, é o convencimento dopecador: "E, quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo" (Jo.16:8). O Espírito Santo atua sobre a alma do pecador, a fim de que ela possa se arrepender dos seus pecados e decidir aceitar a Cristo como Seu único e suficiente Salvador. Quando isto ocorre, temos a primeira operação que foi atribuída ao Espírito Santo nesta dispensação: o novo nascimento. 

-O novo nascimento é o único ato pelo qual alguém pode entrar no reino de Deus(Jo.3:5). Trata-se de um ato sobrenatural, espiritual, que é levado a efeito pelo Espírito Santo e pela Palavra de Deus, como nos esclarece Jesus ao ministrar este ensinamento ao mais sábio dos mestres judeus da época, Nicodemos. A Palavra de Deus é o veículo pelo qual chega ao conhecimento do homem a fé salvadora (Rm.10:17) e é através dela que o homem é lavado e pode se apresentar limpo na presença de Deus (Jo.15:3).-No entanto, a atuação da Palavra de Deus para a limpeza espiritual, para a lavagem da regeneração (Tt.3:5), depende de um ato de vontade do homem, da sujeição do homem pela Palavra, algo que não advém simplesmente pelo ouvir pela Palavra de Deus, mas que depende da aceitação da palavra por parte do homem. É por isso que o salmista adverte que, se ouvirmos a voz de Deus, não podemos endurecer os nossos corações (Sl.95:7,8), numa clara indicação de que alguém pode ouvir a palavra de Deus mas, nem por isso, nascer de novo. -O próprio Jesus deu-nos conta disso, ao dizer que nem todos os integrantes do corpo apostólico estavam limpos, apesar de todos terem ouvido, à exaustão, os Seus ensinos (Jo.13:10 "in fine"), como também ao  

 

Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.
 
 
 

 

Dinâmica Lição 03: O Batismo no Espírito Santo

 

Dinâmica: A Promessa do Pai

Objetivos:

Concluir o estudo sobre o batismo no Espírito Santo, uma experiência que os cristãos ao longo da história desfrutam.

Enfatizar que o batismo no Espírito Santo é cumprimento da promessa de Deus sobre derramamento do Espírito Santo.

Renovar a esperança e a fé nas promessas de Deus.

Material:

01 folha de papel ofício dividida ao meio por um traço e caneta, para cada aluno.

Procedimento:

– Perguntem o que significa a palavra “Promessa”.

Segundo o Dicionário Michaelis é ”1. Ato ou efeito de prometer. 2 Declaração pela qual alguém se obriga, pela fidelidade e pela justiça, a fazer ou deixar de fazer alguma coisa”. Há outros significados.

– Falem acerca da importância do cumprimento das promessas a nível terreno. Também reflitam sobre do incômodo causado quando há falhas nas promessas e o estado de felicidade promovido por uma promessa cumprida.

Vocês já passaram por alguma dessas situações? Vocês ocasionaram ou foram vítimas?

– Agora, afirmem: Deus não falha em suas promessas.

- Leiam Nm 23.19:

“Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?”.

– Falem: Nesta lição, estudamos sobre o batismo no Espírito Santo, uma experiência que os cristãos ao longo da história desfrutam desta bênção espiritual. O derramamento do Espírito Santo – uma promessa do Pai, foi cumprida no dia de Pentecostes, que também os cristãos ao longo da história desfrutam desta bênção espiritual.

- Leiam: Atos 1. 4, 5 e 8; 2. 1 ao 4, 14 a 18. Este é apenas um exemplo de suas promessas que se cumpriram.

Vocês têm esperado por muito tempo por uma ou mais promessas divinas para sua vida? Vocês encontram-se desencorajados? Sem fé? Sem forças? Calma!

Lembrem-se do que Deus já fez por vocês!

Entreguem uma folha de papel ofício para cada aluno divida ao meio por um traço.

– Solicitem aos alunos que escrevam do lado direito as promessas ainda não foram cumpridas.

– Falem: Lembrem-se do que Deus já fez por você! Façam do lado direito da folha, uma lista das situações que Ele cuidou e providenciou socorro para você! Observem o quanto Deus já fez por vocês. Firmem-se em Suas promessas!

– Concluam, lendo: 

“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia”(2 Pedro 3:9a).

“Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre”(Sl 125.01).

Por Sulamita Macedo.

fonte:http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Subsídio Lição 2 - A atuação do Espírito Santo no plano da redenção

 



INTRODUÇÃO 

- A redenção do homem foi planejada por Deus, o único Deus subsistente em três Pessoas. - Como Pessoa Divina que é, o Espírito Santo atua no plano da redenção ao longo de seu desenvolvimento. 

I – O ESPÍRITO SANTO ATUANDO NA REDENÇÃO DO HOMEM DESDE A CRIAÇÃO ATÉ A CHEGADA DO SALVADOR 

- Vimos na primeira lição deste trimestre que o Espírito Santo é uma Pessoa Divina, a Terceira Pessoa da Trindade. - Ora, se o Espírito Santo é Deus, uma das Pessoas Divinas, é evidente que está presente e atuante no plano da redenção da humanidade, que as Escrituras nos revelam que foi elaborado ainda antes da fundação do mundo (Mt.25:34; Ef.1:4; I Pe.1:20; Ap.13:8; 17:8). 

- Sendo Deus, o Espírito Santo é eterno (Hb.9:14) e, portanto, já na eternidade passada, juntamente com o Pai e o Filho, já havia concebido o plano de redenção do homem que ainda haveria de ser criado. - A propósito, já vemos o Espírito Santo atuando na criação de todas as coisas, visto que o texto sagrado nos indica que Ele Se movia sobre a face das águas, quando a terra era sem forma e vazia (Gn.1:2), a indicar que estava atuando desde aquele instante inicial do surgimento de tudo o que existe. 

- É de se observar que a expressão “se movia” é a palavra hebraica “rahaph” (חףַ ר ,(ׇcujo significado é “chocar; (por implicação) estar relaxado;— mover-se, voejar, pairar, estremecer” (Bíblia de Estudo Palavras-Chave. Dicionário do Antigo Testamento, verbete 7363, p.1926), a nos mostrar que a criação primordial (ou o estado caótico decorrente da queda de Lúcifer, para quem adota a teoria da recriação) era como que protegida pelo Espírito Santo, por Ele guardada, por Ele preparada até que o Verbo começasse a dar forma à matéria, a partir da primeira palavra criadora – “Haja luz”. OBS: “...Quando nós consideramos o padrão da narrativa da criação na qual Deus anuncia e cumpre Sua palavra, nós cremos que o ‘elo perdido’ no padrão entre a palavra e o cumprimento é a atividade do Espírito. Portanto, o padrão seguinte, notado por B. W. Anderson, deveria ter uma nota descritiva adicional sob o ponto 3. O padrão, (1) uma fórmula declarativa, (2) uma ordem, (3) a execução de uma ordem e (4) a fórmula de aprovação, é mais completa se nós notarmos que a execução da ordem é cumprida pelo ruah elohim. A palavra e seu cumprimento realizam-se por meio da poderosa força ativa do Espírito de Deus.…” (HILDEBRANDT, Wilf. Teologia do Espírito de Deus no Antigo Testamento. Trad. de Élcio Bernardino Correia. Santo André: Academia Cristã, 2004, p.54).


Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.




Dinâmica Lição 02: A Atuação do Espírito Santo no Plano da Redenção

 

Dinâmica: Marcas do Espírito Santo

Objetivo: Reconhecer a atuação do Espírito Santo na vida do cristão.

Material:

1/2 uma folha de papel ofício para cada aluno

01 caneta para cada aluno

01 quadro branco

01 marcador para quadro branco

Procedimento:

- Entreguem a metade da folha de papel ofício para cada aluno.

- Falem: Antes da conversão a Cristo, não tínhamos ainda conhecimento sobre atuação do Espírito Santo. Éramos como uma folha como esta (mostrem a folha). Mas, depois da conversão ao aceitar a Cristo, nossa vida se modificou, mudanças espirituais aconteceram através da atuação do Espírito Santo.

- Agora, peçam para os alunos para amassarem o papel.

- Falem: As marcas deixadas no papel podem representar(de forma simples) as transformações efetuadas pelo Espírito Santo nas nossas vidas. Nunca mais seremos os mesmos.

- Perguntem:

O que o Espírito Santo tem efetuado em sua vida?

Aguardem as respostas.

Exemplos de respostas: convenceu do pecado, da justiça e do juízo, Batismo com o Espírito Santo, o Fruto do Espírito, os Dons Espirituais, consolação etc.

Escrevam as respostas no quadro, para que sejam socializadas.

- Finalizem, fazendo um resumo das atuações do Espírito Santo na vida do crente.

Ideia original desconhecida do uso do papel amassado

Esta versão da dinâmica por Sulamita Macedo.

fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/