Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Dinâmica da Lição 01: Escatologia, o estudo das últimas coisas

Tema: O Final de todas as coisas – Esperança e glória para os salvos.
- Capa:
O que vemos?
Um relógio e um anjo tocando uma trombeta.
O que isto tem a ver com o tema?
O relógio nos remete a passagem do tempo, e o tempo do fim está próximo e em breve a trombeta soará conforme II Ts 4. 15 a 17.
- Comentarista: Pastor Elinaldo Renovato de Lima
Apresentem informações sobre ele, vejam na interação da lição 01.
Se possível, mostrem uma foto dele.
- Apresentem os temas das lições do trimestre, utilizando um cartaz com o desenho de um relógio.
Acima do relógio escrevam o título da lição 01.
No intervalo entre uma hora e outra, escrevam os demais títulos das lições, de 2 a 12, no sentido horário.
4 – Agora, trabalhem a lição 01:
- Apresentem o título da liçãoEscatologia, o estudo das últimas coisas.
- Iniciem o estudo da lição, perguntando para os alunos o que entendem sobre a palavra ESCATOLOGIA.
Aguardem as respostas, escreva-as no quadro. Depois, procurem formular uma definição de escatologia a partir das ideias dos alunos e de outras informações expostas por vocês.
Se necessário apresentem uma definição de um dicionário bíblico ou da lição.
- Para introduzir o estudo sobre escatologia, utilizem a dinâmica “A Ordem das Coisas”.
- Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
Tenham uma excelente e produtiva aula!

Dinâmica: A Ordem das Coisas

Objetivo: Iniciar o estudo sobre os eventos escatológicos.

Material:
01 rolo de fita adesiva
01 rolo de barbante
16 prendedores de roupa(mais conhecido como pegador de roupa)
08 envelopes
08 expressões digitadas(acontecimentos):
O ARREBATAMENTO DA IGREJA
O TRIBUNAL DE CRISTO
AS BODAS DO CORDEIRO
A GRANDE TRIBULAÇÃO
A VINDA DE JESUS EM GLÓRIA
O MILÊNIO, O JUÍZO FINAL
NOVOS CÉUS E NOVA TERRA
DESTINO FINAL DOS MORTOS

Procedimento:
ANTES DA AULA:
- Coloquem cada acontecimento(digitado) dentro de um envelope.
- Espalhem estes envelopes, escondidos pela classe, pode ser debaixo de mesa, cadeira, carteira etc.
- Fixem um barbante na sala, o tamanho deve ser de modo que caibam pendurados todos os 08 acontecimentos digitados.
DURANTE A AULA:
- Solicitem aos alunos que procurem os 08 envelopes, antes falem que nestes envelopes há algo a ser revelado.
- Quando todos os envelopes forem encontrados, peçam aos alunos para que abram o envelope e leiam o conteúdo a ser revelado.
- Depois, estimulem os alunos a pensar qual a ordem desses acontecimentos escatológicos e coloque-os no varal, da esquerda para a direita.
- Depois, comecem a trabalhar com eles o que significa cada evento de forma objetiva, começando do 1º. acontecimento até o último, na ordem em que vão acontecer.
À medida que for sendo realizada a explicação, os alunos deverão trocar os eventos de lugar, caso estejam fora da ordem(certamente estará).
- Depois afirmem que estes eventos serão estudados ao longo do trimestre.
Por Sulamita Macedo.

Dinâmica da Lição 01: Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas (Adultos)

Apresentem o título da lição: Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas.
– Agora, trabalhe o conteúdo da lição. – Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto.
- Para concluir o estudo aplique a dinâmica “Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas



Escatologia, o Estudo das Últimas Coisas

Vamos iniciar o ano estudando a respeito dos acontecimentos dos últimos dias. Pode parecer um paradoxo, mas sabemos que muitos crentes ainda têm muitas dúvidas quanto à escatologia bíblica.

Objetivo:
Sondar o conhecimento dos alunos a respeito da escatologia bíblica.

Material didático:
Quadro branco ou de giz.

Atividade didática:
Apresente a nova revista e o tema do trimestre aos alunos. Depois escreva no quadro as frases relacionadas abaixo. Os alunos vão dizer se as afirmações a respeito da volta de Jesus são verdadeiras ou falsas. Enfatize que precisamos estudar escatologia para saber discernir o que é mentira em relação à Segunda Vinda de Jesus e o que é verdade.
• A Segunda Vinda de Jesus não passará de 2020. (Errado! A Bíblia diz que o "Dia do Senhor virá como o ladrão à noite" (1 Ts 5.29). Jesus não disse quanto tempo estaria ausente. Ele também afirmou que somente o Pai sabe o tempo de sua volta (Mt 24.30,36)).
• Preciso me preparar para a volta de Jesus. (Errado! O crente já está preparado desde o momento em que, pela fé, aceitou a Jesus como Salvador. Como novas criaturas, vivemos uma vida de santidade, não temos mais prazer no pecado. Seremos salvos unicamente pela graça de Jesus, não por nossos méritos próprios.)
• Quando Cristo voltar, os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. (Certo! A Bíblia garante que "os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro" (1 Ts 4.16).
• A Igreja passará pela Grande Tribulação. (Errado! A Igreja não passará pela Grande tribulação (1Ts 1.10).)
• Todos os salvos, sem exceção, vão comparecerem diante do tribunal de Cristo. (Certo! Todos, sem exceção, comparecerão à presença de Deus (Rm 14.10-12). Ali cada um receberá segundo o que tiver feito (2 Co 5.10; Rm 2.16).)

Por Telma Bueno

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Dinâmica Lição 13: José, a realidade de um sonho (Adulto)



Durante várias postagens, sugeri, para a conclusão do trimestre, que vocês fizessem uma Mostra Cultural sobre os temas do livro de Gênesis estudados nas lições. Caso tenha havido esforços para esta atividade, vejam com os demais professores e superintendência qual o melhor momento para cada classe visitar a exposição dos trabalhos.
Tenham uma excelente e produtiva aula!
Dinâmica: A Árvore do Sonho

Objetivo: Refletir sobre a importância de cada indivíduo ter sonhos, projetos e procurar concretizá-los sob a vontade de Deus.

Material:
 1/2 folha de papel ofício e caneta.

Procedimento:
- Distribuam a metade da folha de papel ofício para cada aluno.
- Peçam para que eles desenhem uma árvore com raízes a mostra, semelhante a figura ao lado.
É comum os alunos dizerem que não sabem desenhar, então mostre o seu desenho, porém se você for desenhista procure simplificá-lo.
- Agora, solicitem o seguinte:
Na copa da árvore: escrever um sonho, um desejo, um objetivo ou um projeto de vida que pretende realizar.
Uma boa parte dos alunos afirmará que não sabe o que escrever. Isto acontece porque muita gente não tem visão de futuro, não projeta algo para suas vidas. Mas não desanime! Comece a dar exemplos: obter aprovação no fim do ano, boa nota no ENEM, comprar um objeto etc.
 Ao lado das raízes: escrever em que está firmado.
Você pode fazer as seguintes indicações: firmado em Deus, na Palavra dEle, apoio da família e dos amigos, na capacidade que Deus dar de estudar e realizar ações, ou ainda na perseverança, autoestima elevada etc.
No tronco da árvore: escrever algumas ações para concretizar o que foi sonhado, projetado.
- Para concluir, leiam Sl 1. 1 ao 3:
 “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará”.


Por Sulamita Macedo.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Dinâmica da Lição 12: Isaque, um sorriso de uma promessa (Adultos)



Dinâmica: Promessa de Deus

Objetivos:
Refletir sobre o cumprimento das promessas divinas.
Renovar a esperança e a fé nas promessas de Deus.

Material:
01 folha de papel ofício dividida ao meio por um traço e caneta, para cada aluno.

Procedimento:
- Perguntem o que significa a palavra “Promessa”.
Segundo o Dicionário Michaelis é  “1. Ato ou efeito de prometer. 2 Declaração pela qual alguém se obriga, pela fidelidade e pela justiça, a fazer ou deixar de fazer alguma coisa”. Há outros significados.
- Falem acerca da importância do cumprimento das promessas a nível terreno. Também reflitam sobre do incômodo causado quando há falhas nas promessas e o estado de felicidade promovido por uma promessa cumprida.
Vocês já passaram por alguma dessas situações?
Vocês ocasionaram  ou foram vítima?
- Agora, afirmem: O ser humano é falho, mas Deus não falha em suas promessas.
Leiam Nm 23.19: “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?”
- Falem: Nesta lição, estamos estudando sobre o cumprimento de uma promessa feita a Abraão e a Sara, que foi  cumprida com o nascimento de seu filho Isaque. Este é apenas um exemplo de suas promessas que se cumpriram.
Vocês têm esperado por muito tempo por uma ou mais promessas divinas para sua vida?
Vocês encontram-se desencorajados? Sem fé? Sem forças? Calma!
Lembrem-se do que Deus já fez por vocês!
- Entreguem uma folha de papel ofício para cada aluno divida ao meio por um traço.
- Solicitem aos alunos que escrevam do lado esquerdo as promessas que ainda não foram cumpridas.
- Falem: Lembrem-se do que Deus já fez por você! Façam do lado direito da folha, uma lista das situações que Ele cuidou e providenciou socorro para você! Observem o quanto Deus já fez por vocês. Firmem-se em Suas promessas!
- Concluam, lendo:
“O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia...”(2 Pedro 3:9a).
“Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre”(Salmo 125:1).


Por Sulamita Macedo.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Dinâmica da Lição 11: Melquisedeque Abençoa Abraão (Adultos)


- Apresentem o título da lição: Melquisedeque Abençoa Abraão.
– Agora, trabalhe o conteúdo da lição. – Para isso é importante que você apresente estratégias que estimule a participação dos alunos, valorize o conteúdo, reforce as aplicações e facilite a aprendizagem. Portanto, para não perder de vista o alvo da lição, use a criatividade, apresente domínio da matéria e observe se os alunos estão entendendo o assunto. Só assim você saberá adaptar algumas sugestões apresentadas aqui.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Conte a Bênção!”.

Dinâmica: Conte a Bênção!
Objetivos:
Favorecer aos alunos momentos de socialização onde eles terão a oportunidade de reconhecer e agradecer a Deus pelas bênçãos recebidas.
Material:
Papeis A4
Varias canetas ou lápis
Um brinde simples
Atividade didática:
- Entregue a cada aluno uma folha de papel A4. Em seguida oriente para que eles escrevam o maior numero de bênçãos que receberam de Deus possível. Informe que aquele que enumerar o maior número de bênçãos ganhará um brinde. (Ex: Salvação, cura, Batismo no Espírito Santo, emprego, livramentos etc). Dê a turma cerca de sete minutos. Logo após informe-se de qual o aluno conseguiu listar a maior quantidade de bênçãos recebidas. Convide o ganhador para vir a frente e contar as bênção que recebeu de forma mais detalhada. Ao final entregue-lhe uma simples lembrança ao seu gosto. Diga que o objetivo não foi realizar uma competição, mas favorecer aos alunos momentos de socialização onde eles terão a oportunidade de reconhecer a mão de Deus em nossas bênçãos diárias, pois algumas vezes a correria e as preocupações do dia a dia nos faz esquecermos as bênçãos que recebemos da parte do Senhor.
Explique que não há muitas coisas que sejam totalmente sem importância em nossas vidas em um determinado dia. Até as coisas comuns e repetitivas podem ser tijolos minúsculos, mas importantes que, com o tempo, vão edificar a disciplina, o caráter e a ordem necessários para realizar nossos planos e sonhos. Portanto, reconhece-las é um deve de cada cristão.
- Encerre primeiramente lendo com os alunos os Salmos 103.1-5 e 40.5, em seguida com uma oração de agradecimento a Deus.

Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.


Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!


Por Escriba Digital

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Ideias para EBD


Idéias Para tornar uma EBD ainda melhor!!!
Escala de Professores,      Plano de Aula,   Café dominical,   Ficha de inscrição,  Certificado,  Formatura,  Bazar de Brinquedos, Medalha de frequência, Reunião trimestral, Desafio
Todo trabalho de EBD precisa primordialmente ser feito com amor, zelo, muita dedicação e perseverança, nem sempre tudo que planejamos, investimos e acreditamos trará resultados imediatos, mas é necessário saber que tudo que fizermos, fazemos como para o Senhor... e ao seu tempo colheremos os resultados e se não for nesta vida, será lá no céu...

Escala de Professores:

Ter uma escala de Professores para cada classe da EBD, proporcionara uma diversificação no método de ensino, o que fará com que os alunos tenham maior interesse e curiosidade para cada aula.
Quando temos um único professor para uma classe, isto acaba com o tempo desmotivando o próprio professor a preparar aulas mais dinâmicas e interessantes, tendo em vista que sempre é ele quem vai estar com os mesmos alunos, a ideia de se ter uma escala (diversificando os professores) fará com que cada professor se esforce mais para ministrar as aulas, porque o professor sempre vai indagar, se eu não tiver uma aula bem elaborada os alunos vão preferir a aula dos outros professores e ao mesmo tempo o próprio professor terá um tempo para assistir as aulas em sua classe como aluno. Todos ganham, os alunos, os professores, a Igreja. Com a criação da Escala de professores, tombem torna-se possível a utilização dos professores que antes davam aula em uma única classe para ministrarem também em outra/s classes, temos assim uma rotatividade de conhecimento, experiências e expectativas.

Tenha uma Equipe:

Com certeza a coisa mais importante em um trabalho, é ter uma equipe e saber coordenar as pessoas tirando o bom proveito que elas têm para oferecer, uma ideia básica, mas bem funcional de uma equipe atuando na EBD seria:
 
Coordenação de Alunos,
Tesouraria,
Secretaria,
Ministério do lanche,
Coordenação pedagógica,
Professores
E ter uma biblioteca
Está disponível algumas imagens no link:
http://www.youblisher.com/p/1197664-Equipe-EBD/
como funcionaria cada função dentro da equipe.

Plano de Aula:
Planejamento conceito
Conceito
Planejar = Fazer o plano ou planta de, projetar, tencionar, traçar, preparar, esquematizar, aprontar.
Planejamento de ensino
Consiste em traduzir em termos mais concretos e operacionais o que o professor fará na sala de aula, para conduzir os alunos a alcançar os objetivos propostos.



Palavras de Jesus sobre Planejamento
“Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem como acabar?
Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar.” 
Lucas 14:28-30

Em nossa congregação colocamos como obrigatório para cada Professor fazer e enviar por e-mail o planejamento da aula que será ministrada, isto além de tornar uma aula PLANEJADA, de certa forma “obriga” os professores a estudarem para dar a aula, ocorreu em algumas aulas que nossos alunos reclamaram que haviam professores que “APENAS” liam a revista e que ficava claro que não estudavam para ministrar a aula, despejando assim qualquer assunto e desperdiçando um tempo valioso de ensino da Palavra de Deus.

Café Dominical:
http://1.bp.blogspot.com/-avsivPqel1E/VTqvUnQq-_I/AAAAAAAABH4/DOoUu21P1Ss/s1600/Elegant-cafe-menu-price-list-vector-material-26355.jpg
Um incentivo para atrair novos alunos e firmar aqueles que tem uma frequência irregular.
O objetivo do Café dominical, além de nos confraternizarmos, é fazer com que os alunos não percam tempo ou deixem de vir a EBD porque não tomaram café em casa e não tenham que levantar para preparar um café, basta apenas se arrumar e vir para EBD que terá um café gostoso e quentinho a sua espera, esta é uma iniciativa quem vem dando certo em nossa EBD, além de conseguirmos novos alunos, aumentou a frequência e ainda aumentaram as ofertas, os alunos gostaram tanto do café que sempre nos procuram para dar uma oferta exclusiva para o café, além de se oferecerem para trazerem bolos, tortas, salgados etc... sempre fazemos café com leite, salada de frutas, café preto, suco, pão com patê ou torta salgada e bolo doce, fazemos isto sempre 15 minutos antes do inicio da EBD.

Medalha de frequência:
Uma ideia que surgiu recentemente, mais que agradou a muitos, mandamos confeccionar medalhas próximo ao encerramento do trimestre para aqueles que não tiveram nenhuma falta durante o trimestre, é um premio para incentivar a frequência constante na EBD e presentear aqueles que conseguiram tal feita, não vale nenhuma falta, nem mesmo as justificadas, esta premiação é para aqueles que tiveram 13 presenças consecutivas. Na medalha está a logo de nossa EBD e escrito sou 100% Frequência.
Bazar de brinquedos:
É uma forma de motivar as crianças a participarem da EBD com Ofertas, presença, responsabilidade trazendo seus materiais etc.. para cada item nós damos a cada criança uma quantia de dinheirinho de mentira, este dinheirinho fica guardado em um envelope com o nome da criança, ao final do trimestre nós compramos brinquedos e materiais de papelaria e coisinhas que crianças gostam, colocamos preço em tudo, fazemos duas filas e de dois em dois as crianças vão até o bazar escolhem o que querem comprar, pagam com o dinheirinho que tem e voltam para o final da fila, e assim vai até que o dinheiro delas acabem, esta ideia é muito legal e as crianças gostam muito e se dedicam durante todo o trimestre para juntar dinheirinho.
Certificado:
Fazemos um certificado para cada aluno da EBD que teve uma frequência de 75% durante o trimestre, além de ser um incentivo de participação, nós divulgamos a EBD para que os membros que não são alunos, tenham vontade de participar da EBD, uma vez que esta entrega dos certificados e das medalhas é feito no culto ade domingo a noite.



Ficha de inscrição:
Criamos uma ficha de inscrição para todos os alunos da EBD, e só incluímos na chamada quem trazer a ficha preenchida, o objetivo de se ter uma ficha de Matricula é ter todos os dados de nossos alunos, com isso podemos presentear os aniversariantes, podemos ligar para aqueles que tem mais de três faltas no trimestre, podemos fazer uma visita, tudo porque temos todos os dados, criamos uma planilha e compilamos estes dados em planilha para facilitar a utilização destes dados.


Formatura:
Uma maneira de incentivar os alunos a se manterem fiéis a EBD e também fazer com que os membros tenham o desejo de participar da EBD, é realizar no final do ano uma formatura com todos os alunos, nesta formatura será um culto de ações de graça pelo ano que foi aprendido, será designado uniforme, diploma e solenidade alusiva a formatura e também algumas premiações como: aluno destaque e professor nota 10.




Reunião Trimestral:

Todo final de trimestre, realizar uma reunião com toda equipe da EBD, preparar um café caprichado para manter a equipe motivada e valorizada, nesta reunião abordar assuntos de valorização da EBD, apresentar novas ideias e objetivos para equipe e discutir sobre o aproveitamento do trimestre que se encerrou, pontos em que fracassamos, o que está bom e o que vamos fazer para melhorar, são assuntos importantes para que a EBD sempre melhore.
Desafio:

O desafio é uma ideia nova, que deve ser amadurecida ainda. O desafio tem como objetivo proporcionar ao aluno uma atividade prática da aula que será ministrada, o professoro junto com a coordenação elabora uma certa atividade relacionada com o tema da aula, exemplo: o tema da aula é: Amor ao próximo, o professor var trazer uma semana antes da sua aula um desafio para que cada aluno fale ao menos para uma pessoa desconhecida sobre Jesus e a ajude de alguma forma (pode ser com roupa, alimento etc..) e trazer um relato da experiência na aula. Durante a aula será cedido para cada aluno um tempo para relatar como foi a experiência, esta ideia e trazer a parte prática de cada aula e não ficarmos apenas nas teorias.
Aqui algumas dicas, quem puder e tiver idéias criativas e iniciativas de sucesso, por favor mande para nós, a troca de experiências é sempre muito valioso e frutífera...

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Dinâmica da Lição 10: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade (Adultos)


Apresentem o título da lição: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade.
- Utilizem um mapa semelhante ao que está postado abaixo, para indicar a localização da Torre de Babel:

- Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Torre de Babel”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!
Importante!!!
Para a conclusão do trimestre, sugiro que façam uma Mostra Cultural.
Quer saber como fazer?
Leiam o texto pedagógico “Mostra Cultural na EBD”, postado abaixo.
Dinâmica: Torre de Babel
Objetivos:
Concluir o estudo sobre a Torre de Babel
Contextualizar o tema para a vida prática dos alunos.
Material:
01 copo descartável para cada aluno
02 ou 03 pincéis atômicos
01 mesa
Procedimento:
- Após o estudo sobre a Torre de Babel, falem para os alunos que nós também muitas vezes caímos no mesmo erro daquela geração pós-diluviana, quando construímos torres para nós mesmos ou para grupos a que pertencemos.
- Entreguem para cada aluno, um copo descartável.
- Falem: Vamos construir uma torre; os copos representarão os tijolos. Nestes tijolos vamos escrever os nomes dos sentimentos de grandeza que levam o homem a desobedecer as ordens divinas, tal qual o povo que construiu a torre de Babel.
Como por exemplo: Orgulho, presunção, apostasia, distanciamento de Deus, descrédito na Bíblia, relativismo moral, Soberba etc.
Cada nome, citado pelos alunos e também os que foram apontados acima, deve ser escrito por fora do copo, utilizando pincel atômico.
- Depois, com ajuda de alguns alunos, montem uma torre e falem que as torres que possuem estes fundamentos cairão por terra, pois Deus abate o soberbo.
- Agora, leiam:
 Pv 18.10 “Torre forte é o nome do Senhor, para ela corre o justo e está seguro”.
Sl 46.1 “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”.
- Perguntem: Quem é a nossa fortaleza? E torre forte?
Espera-se que os alunos tenham observado o que dizem os versículos e falem que é Deus e o nome do Senhor!
- Falem: Temos uma Torre Forte na qual podemos nos refugiar e que nos orienta através de Sua palavra que é luz para nosso caminho.
- Para concluir, falem: A Torre de Babel construída sobre ideais humanos acabou por não atingir seu intento, porém aquele tem a Torre Forte como sua segurança, confia em Deus que nunca se abala e nos conduz aos céus.


Por Sulamita Macedo.


Texto Pedagógico
Mostra Cultural na EBD
Mostra Cultural ou Feira é uma atividade didática, objetivando uma exposição de trabalhos produzidos pelos alunos, com tema definido, sob a orientação dos professores, ao longo de um determinado período de estudo, pesquisa e elaboração das atividades, proporcionando aprendizagem com investigação e criatividade.
Para uma Mostra Cultural é importante que sejam observados vários pontos, destacados a seguir:
- Reunir os professores e demais componentes da direção da EBD, para uma reunião, na qual serão explicados a proposta da feira e os itens importantes para sua execução. Uma representatividade dos alunos pode estar presente a esta reunião.
- Estimular os professores para que se sintam motivados e que haja integração e envolvimento dos alunos na proposta.
- Destinar e delimitar tempo para preparar o material, que deve ser preparado ao longo do trimestre pelos alunos no horário da EBD, como também em horário extraclasse.
- Marcar o dia da apresentação dos trabalhos. Este momento é chamado de Culminância.
- Escolher o tema da Mostra. Dividir os subtemas entre as classes, para que não haja repetição.
- Procurar diversificar a forma de apresentação dos trabalhos, tais como: curiosidades, cartazes, banners, filme, documentário, peça de teatro ou uma encenação simples, perguntas e respostas, desenhos ilustrativos, maquetes etc.
- Esclarecer para os alunos que a qualidade da apresentação dos visuais como do que vai ser falado são fatores importantes numa exposição.
- Os professores devem orientar os alunos sobre o que vai ser falado por eles no momento das apresentações. Partindo do princípio que pesquisas foram realizadas e há muito conteúdo lido, então é interessante fazer uma seleção de informações, para o momento de expor os trabalhos.
- Divulgar a Mostra Cultural para a Igreja nos cultos, convidando os membros e congregados para o dia da exposição.
- Convidar pessoas do entorno da igreja ou de outras congregações para prestigiar o evento, diversificando e ampliando o público para a Mostra.
- Decidir se vai haver uma camiseta com o nome “Mostra Cultural”.
- Escolher o local de realização da Mostra Cultural e providenciar mesas, cavaletes, quadros etc., para colocar os materiais que serão expostos.
- Decidir qual a origem da fonte dos recursos financeiros para comprar material para exposição dos trabalhos.
- Registrar a Mostra Cultural, desde o momento de elaboração das atividades, a montagem e o dia da exposição. O registro pode ser com fotografias e filmagem.
- Organizar uma forma para os que estão apresentando os trabalhos possam visitar a Feira, se reversando na apresentação e na visitação aos stands.
- Organizar uma equipe para recepcionar os convidados e entregar um convite para participar da EBD e/ou dos cultos. Esta equipe deve ficar com um “Livro de Assinaturas” dos convidados, que podem colocar suas impressões sobre a exposição na saída do evento.
- Organizar um “Livro de Assinatura”, que nas páginas iniciais pode ser colocado o projeto da Mostra Cultural, depois as assinaturas e impressões dos visitantes e por fim um relato objetivo de como aconteceu o evento. Através deste livro de assinaturas fica registrado um memorial, que servirá de consulta para outros projetos.
- Elaborar um planejamento das atividades e nomes dos responsáveis e como vai ser o funcionamento de cada etapa.
- Fazer reuniões periódicas para saber como estão as ações em andamento e procurar minimizar e solucionar os entraves que possam impedir o sucesso da Mostra.
- Organizar a Mostra no dia anterior à culminância, com a montagem dos trabalhos. É interessante pensar também como vai ser a desmontagem e a destinação das atividades.
- Após o tempo da exposição no dia da Amostra, é bom reunir todos os envolvidos e convidados e fornecer um lanche.
- Realizar uma reunião para avaliar os pontos negativos e positivos da Mostra Cultural.
Que tal realizar uma Mostra Cultural neste trimestre? Então, mãos à obra!

Por Sulamita Macedo.

Dinâmica da Lição 10: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade (Adultos)

Dinâmica Lição 10
Missionários derrubando os muros da dificuldade cultural
Objetivo:
Enumerar as muitas dificuldades culturais enfrentadas pelos missionários e conscientizar os alunos da importância do apoio missionário para que esses evangelistas possam vencer essas dificuldades.

Material didático:
Caixas de fósforos,
Papel para escrever
Lápis ou caneta.

Atividade didática:
Inicie a dinâmica dizendo: Imagine que você é um missionário. Que o Senhor, te levantou para anunciar as boas novas em outro país ou outra cidade. Outra cultura, tudo é diferente. Isso é formidável, é uma grande bênção. Mas a pergunta é: Quais as dificuldades que você acha que iria enfrentar ao deixar a sua cidade para pregar o evangelho em uma cultura diferente?
Cada componente recebe uma caixinha de fósforo e escreve três dificuldades culturais enfrentadas pelos missionários. Ao término, feche a caixinha e coloque-a num muro que estará sendo construído com as caixinhas. Quando o último colocar a sua caixa, diga que um missionário enfrenta muitas dificuldades culturais, entre elas podemos destacar: A língua, os costumes, a moeda, a comida, perseguição politica e religiosa, dificuldade de relacionamento, medo de ser preso, cansaço mental e espiritual de muitas vezes não ser aceito naquele lugar. Por último ainda vem a saudade de casa, dos amigos, da família, de sua igreja local.
Convide seus alunos a fazer uma oração para que os muros das dificuldades culturais que estão tentando fazer com que os missionários desanimem sejam derrubados, e esses missionários encontrem um novo ânimo para continuar fazendo a obra de Deus em outras culturas.
Após a oração convide seus alunos a derrubarem o muro das dificuldades culturais que foi construído com as caixinhas de fósforos. Diga que nós também somos os responsáveis em ajudar os missionários a derrubarem os muros da dificuldade cultural. Fale: Não deixe de orar por eles e, se tiver oportunidade de relacionar-se com algum missionário, encoraje-o para conquistar almas para Cristo. Isto será como oferecer-lhe um copo de água fresca.
Para pensar: “Pela fé, caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias” (Hb 11.30).
Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.
Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!
Por Escriba Digital


terça-feira, 24 de novembro de 2015

Dinâmica da Lição 09: Bênção e Maldição na Família de Noé (Adultos)


Dinâmica – Cuidando do meu filho

Objetivo:
Levar os pais a terem um maior cuidado dos filhos levando-os a viver debaixo da bênção de Deus
Material:
Balões (bexigas) e canetinhas.
Atividade didática:
Solicite que cada pai/mãe enche um balão colorido e desenhe nele o seu filho. Pode desenhar só o rosto, O corpo inteiro, pode escrever o nome do filho(a)... algo que o identifique;