Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

Fotos 19º SEMINÁRIO

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Dinâmica da Lição 10: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade (Adultos)


Apresentem o título da lição: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade.
- Utilizem um mapa semelhante ao que está postado abaixo, para indicar a localização da Torre de Babel:

- Lembrem-se de que ao trabalhar o conteúdo da lição, vocês devem oportunizar a participação do aluno, envolvendo-o através de exemplos e situações próprias de sua idade. Dessa forma, vocês estão contextualizando o tema com a vida do aluno, além de promover uma aprendizagem mais significativa.
- Para concluir, utilizem a dinâmica “Torre de Babel”.
Tenham uma excelente e produtiva aula!
Importante!!!
Para a conclusão do trimestre, sugiro que façam uma Mostra Cultural.
Quer saber como fazer?
Leiam o texto pedagógico “Mostra Cultural na EBD”, postado abaixo.
Dinâmica: Torre de Babel
Objetivos:
Concluir o estudo sobre a Torre de Babel
Contextualizar o tema para a vida prática dos alunos.
Material:
01 copo descartável para cada aluno
02 ou 03 pincéis atômicos
01 mesa
Procedimento:
- Após o estudo sobre a Torre de Babel, falem para os alunos que nós também muitas vezes caímos no mesmo erro daquela geração pós-diluviana, quando construímos torres para nós mesmos ou para grupos a que pertencemos.
- Entreguem para cada aluno, um copo descartável.
- Falem: Vamos construir uma torre; os copos representarão os tijolos. Nestes tijolos vamos escrever os nomes dos sentimentos de grandeza que levam o homem a desobedecer as ordens divinas, tal qual o povo que construiu a torre de Babel.
Como por exemplo: Orgulho, presunção, apostasia, distanciamento de Deus, descrédito na Bíblia, relativismo moral, Soberba etc.
Cada nome, citado pelos alunos e também os que foram apontados acima, deve ser escrito por fora do copo, utilizando pincel atômico.
- Depois, com ajuda de alguns alunos, montem uma torre e falem que as torres que possuem estes fundamentos cairão por terra, pois Deus abate o soberbo.
- Agora, leiam:
 Pv 18.10 “Torre forte é o nome do Senhor, para ela corre o justo e está seguro”.
Sl 46.1 “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”.
- Perguntem: Quem é a nossa fortaleza? E torre forte?
Espera-se que os alunos tenham observado o que dizem os versículos e falem que é Deus e o nome do Senhor!
- Falem: Temos uma Torre Forte na qual podemos nos refugiar e que nos orienta através de Sua palavra que é luz para nosso caminho.
- Para concluir, falem: A Torre de Babel construída sobre ideais humanos acabou por não atingir seu intento, porém aquele tem a Torre Forte como sua segurança, confia em Deus que nunca se abala e nos conduz aos céus.


Por Sulamita Macedo.


Texto Pedagógico
Mostra Cultural na EBD
Mostra Cultural ou Feira é uma atividade didática, objetivando uma exposição de trabalhos produzidos pelos alunos, com tema definido, sob a orientação dos professores, ao longo de um determinado período de estudo, pesquisa e elaboração das atividades, proporcionando aprendizagem com investigação e criatividade.
Para uma Mostra Cultural é importante que sejam observados vários pontos, destacados a seguir:
- Reunir os professores e demais componentes da direção da EBD, para uma reunião, na qual serão explicados a proposta da feira e os itens importantes para sua execução. Uma representatividade dos alunos pode estar presente a esta reunião.
- Estimular os professores para que se sintam motivados e que haja integração e envolvimento dos alunos na proposta.
- Destinar e delimitar tempo para preparar o material, que deve ser preparado ao longo do trimestre pelos alunos no horário da EBD, como também em horário extraclasse.
- Marcar o dia da apresentação dos trabalhos. Este momento é chamado de Culminância.
- Escolher o tema da Mostra. Dividir os subtemas entre as classes, para que não haja repetição.
- Procurar diversificar a forma de apresentação dos trabalhos, tais como: curiosidades, cartazes, banners, filme, documentário, peça de teatro ou uma encenação simples, perguntas e respostas, desenhos ilustrativos, maquetes etc.
- Esclarecer para os alunos que a qualidade da apresentação dos visuais como do que vai ser falado são fatores importantes numa exposição.
- Os professores devem orientar os alunos sobre o que vai ser falado por eles no momento das apresentações. Partindo do princípio que pesquisas foram realizadas e há muito conteúdo lido, então é interessante fazer uma seleção de informações, para o momento de expor os trabalhos.
- Divulgar a Mostra Cultural para a Igreja nos cultos, convidando os membros e congregados para o dia da exposição.
- Convidar pessoas do entorno da igreja ou de outras congregações para prestigiar o evento, diversificando e ampliando o público para a Mostra.
- Decidir se vai haver uma camiseta com o nome “Mostra Cultural”.
- Escolher o local de realização da Mostra Cultural e providenciar mesas, cavaletes, quadros etc., para colocar os materiais que serão expostos.
- Decidir qual a origem da fonte dos recursos financeiros para comprar material para exposição dos trabalhos.
- Registrar a Mostra Cultural, desde o momento de elaboração das atividades, a montagem e o dia da exposição. O registro pode ser com fotografias e filmagem.
- Organizar uma forma para os que estão apresentando os trabalhos possam visitar a Feira, se reversando na apresentação e na visitação aos stands.
- Organizar uma equipe para recepcionar os convidados e entregar um convite para participar da EBD e/ou dos cultos. Esta equipe deve ficar com um “Livro de Assinaturas” dos convidados, que podem colocar suas impressões sobre a exposição na saída do evento.
- Organizar um “Livro de Assinatura”, que nas páginas iniciais pode ser colocado o projeto da Mostra Cultural, depois as assinaturas e impressões dos visitantes e por fim um relato objetivo de como aconteceu o evento. Através deste livro de assinaturas fica registrado um memorial, que servirá de consulta para outros projetos.
- Elaborar um planejamento das atividades e nomes dos responsáveis e como vai ser o funcionamento de cada etapa.
- Fazer reuniões periódicas para saber como estão as ações em andamento e procurar minimizar e solucionar os entraves que possam impedir o sucesso da Mostra.
- Organizar a Mostra no dia anterior à culminância, com a montagem dos trabalhos. É interessante pensar também como vai ser a desmontagem e a destinação das atividades.
- Após o tempo da exposição no dia da Amostra, é bom reunir todos os envolvidos e convidados e fornecer um lanche.
- Realizar uma reunião para avaliar os pontos negativos e positivos da Mostra Cultural.
Que tal realizar uma Mostra Cultural neste trimestre? Então, mãos à obra!

Por Sulamita Macedo.

Dinâmica da Lição 10: A Origem da Diversidade Cultural da Humanidade (Adultos)

Dinâmica Lição 10
Missionários derrubando os muros da dificuldade cultural
Objetivo:
Enumerar as muitas dificuldades culturais enfrentadas pelos missionários e conscientizar os alunos da importância do apoio missionário para que esses evangelistas possam vencer essas dificuldades.

Material didático:
Caixas de fósforos,
Papel para escrever
Lápis ou caneta.

Atividade didática:
Inicie a dinâmica dizendo: Imagine que você é um missionário. Que o Senhor, te levantou para anunciar as boas novas em outro país ou outra cidade. Outra cultura, tudo é diferente. Isso é formidável, é uma grande bênção. Mas a pergunta é: Quais as dificuldades que você acha que iria enfrentar ao deixar a sua cidade para pregar o evangelho em uma cultura diferente?
Cada componente recebe uma caixinha de fósforo e escreve três dificuldades culturais enfrentadas pelos missionários. Ao término, feche a caixinha e coloque-a num muro que estará sendo construído com as caixinhas. Quando o último colocar a sua caixa, diga que um missionário enfrenta muitas dificuldades culturais, entre elas podemos destacar: A língua, os costumes, a moeda, a comida, perseguição politica e religiosa, dificuldade de relacionamento, medo de ser preso, cansaço mental e espiritual de muitas vezes não ser aceito naquele lugar. Por último ainda vem a saudade de casa, dos amigos, da família, de sua igreja local.
Convide seus alunos a fazer uma oração para que os muros das dificuldades culturais que estão tentando fazer com que os missionários desanimem sejam derrubados, e esses missionários encontrem um novo ânimo para continuar fazendo a obra de Deus em outras culturas.
Após a oração convide seus alunos a derrubarem o muro das dificuldades culturais que foi construído com as caixinhas de fósforos. Diga que nós também somos os responsáveis em ajudar os missionários a derrubarem os muros da dificuldade cultural. Fale: Não deixe de orar por eles e, se tiver oportunidade de relacionar-se com algum missionário, encoraje-o para conquistar almas para Cristo. Isto será como oferecer-lhe um copo de água fresca.
Para pensar: “Pela fé, caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias” (Hb 11.30).
Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.
Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!
Por Escriba Digital


terça-feira, 24 de novembro de 2015

Dinâmica da Lição 09: Bênção e Maldição na Família de Noé (Adultos)


Dinâmica – Cuidando do meu filho

Objetivo:
Levar os pais a terem um maior cuidado dos filhos levando-os a viver debaixo da bênção de Deus
Material:
Balões (bexigas) e canetinhas.
Atividade didática:
Solicite que cada pai/mãe enche um balão colorido e desenhe nele o seu filho. Pode desenhar só o rosto, O corpo inteiro, pode escrever o nome do filho(a)... algo que o identifique;

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Lição 09: Bênção e maldição na família de Noé


Dinâmica: Deus te abençoe
 
Objetivos:
Concluir o estudo sobre a bênção e a maldição na família de Noé.
Contextualizar o tema estudado com a vida dos alunos.
 
Material:
Não é necessário
 
Procedimento:
- Perguntem: Vocês costumam pedir a bênção aos seus pais, avós, tios? Por quê?
Aguardem as respostas.

Lição 08 - Lições Bíblicas Adultos - 4º Trim./2015 - CPAD