Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

Fotos 19º SEMINÁRIO

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Dinâmica da Lição 10: Deveres Civis, Morais e Espirituais (Adultos)

Dinâmica: O Mandamento do Amor


Objetivo:
Enfatizar a importância do amor a Deus e ao próximo.

Material:
01 relação dos 10 mandamentos(Ex 20:3-17) e recorte cada um
Palavras digitadas: Amor, Deus, Próximo
01 coração de tamanho médio (vermelho) feito de cartolina ou EVA
01 coração pequeno para cada aluno
01 quadro branco ou outro tipo

Procedimento:
- Distribuam os 10 mandamentos(Ex 20:3-17) separados para 10 alunos.
- Peçam para que os alunos apontem quais os mandamentos que se referem a Deus e ao próximo.
- Dividam o quadro em 02 colunas, numa escreva DEUS, na outra a palavra PRÓXIMO.
Peçam para que os alunos fixem, com fita adesiva, o mandamento na coluna que ele escolher.
Espera-se que o resultado seja este: os 04 primeiros fazem referência a Deus e 06 últimos ao próximo.
Não terás outros deuses diante de mim
Não farás para ti imagem de escultura
Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão
Santificarás o sábado
Honra a teu pai e a tua mãe
Não matarás
Não adulterarás
Não furtarás
Não dirás falso testemunho
Não cobiçarás
- Depois, solicitem que leiam Marcos 12: 30 e 31 e falem que este é o resumo dos 10 mandamentos: Amar a Deus e ao próximo, conforme as palavras de Jesus.
“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes”.
- Falem: Os 4 primeiros mandamentos fazem referência ao relacionamento vertical, isto é, com Deus, a parte espiritual. Os 6 últimos referem-se ao relacionamento horizontal,  com o próximo, a parte social.
- Em seguida, coloquem um coração no alto do quadro e fixem a palavra AMOR.
- Perguntem: A quem amamos?
Aguardem as respostas, que deverão ser variadas como: A Deus, aos pais, irmãos, amigos etc., mas que se resumem em: a Deus e ao Próximo.
- Então, coloquem as palavras DEUS e PRÓXIMO, logo abaixo da palavra AMOR.
- Falem que o AMOR é o que nos motiva a servir a Deus, obedecê-lo e ter atitudes de amor ao próximo.
- Falem: O que fazemos para o próximo é uma evidência do nosso amor a Deus, conforme lemos em I  Jo 3:17-18:
“Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade”.
- Para concluir, entreguem um coração pequeno para cada aluno e peçam para que eles troquem o coração entre si, simbolizando o amor que deve haver entre eles e ao próximo.


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/



DINÂMICA 02 - LIÇÃO 10

Dinâmica: Minha cidadania e seus aspectos

Objetivo:
Conscientizar os alunos sobre os deveres civis, morais e espirituais para com Deus e a sociedade na qual estamos inseridos.
Material didático:
Papel recortado e digitado com os nomes dos três aspectos de nossa cidadania, descritos logo abaixo.
Papel A4 e caneta
Uma pequena sacola
Lição de adulto
Atividade didática:
Antes da aula;
Escreva em uma folha de papel:
- Aspecto civil (O Estado ou governo)
- Aspecto moral (Próximo)
- Aspecto espiritual (Deus)
Recorte, dobre e coloque em uma pequena sacola.
Durante a aula:
Inicie dizendo que a lição de hoje estará mostrando que nós, como cristãos, temos dupla cidadania: celestial e terrena. E como tal, temos deveres civis, morais e espirituais para com Deus e para com a sociedade na qual estamos inseridos. Para introduzir a lição e ter uma compreensão geral dos assuntos em estudo, divida a turma em três grupos. Peça para que cada grupo pegue na sacola um papel recortado, informe que no papel está o nome de um dos três aspectos de nossa cidadania. Entregue a cada grupo uma folha de papel A4 em branco e caneta. Peça para que eles notem no papel as conclusões do grupo. Cada grupo terá aproximadamente sete minutos para escrever os tipos de problemas enfrentados por todo o cristão no aspecto do qual eles escolheram e como melhorar nesse aspecto. Após os sete minutos, organize a sala de forma que os alunos possam ficar em círculo, a fim de facilitar o diálogo. Logo em seguida cada grupo deverá ter a oportunidade de expor a sua conclusão sobre o assunto no qual escolheu falar, enquanto que os outros dois grupos poderão interagir opinando e questionando. Estabeleça um tempo para cada apresentação. Repita a ação com os outro dois grupos. Encerre fazendo as observações que julgar necessárias.
Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.
Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!
Por Roberto José
fonte: http://www.ensinadorcristao.com.br

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Dinâmica da Lição 09: A Nova Vida em Cristo (Adultos)

Dinâmica: Minha vida em dois atos

Objetivo: Oportunizar aos alunos momento de reflexão sobre sua história de vida, seu chamado e vocação.

Material:
01 envelope
½ folha de papel ofício e caneta para cada aluno
01 tubo de cola

Procedimento:
- Entreguem para os alunos ½ folha de papel ofício e falem que ela representa nossa vida. O tempo vai passando e a vida nos traz marcas.
Agora peçam para que eles amassem o papel.
Então, orientem para que os alunos escrevam alguns fatos, isto é, acontecimentos que marcaram a vida deles, antes da conversão.
- Depois, dobrem o papel em 04 partes e solicitem para que abram.
Perguntem: O que vocês estão vendo?
Há o formato de uma cruz.
Então falem que a nossa vida tem dois momentos(dois atos), um antes da conversão e outro quanto aceitamos Cristo como salvador. Mudando nosso modo de viver.
Em seguida, peçam para que coloquem o papel amassado dentro do envelope e fechem-no com cola.
- Falem que esta ação representa o passado. Agora, leiam II Co 5. 17: “Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”.
- Agora, na parte da frente do envelope, representando o tempo presente, os alunos deverão escrever seu nome e alguns fatos que são relevantes após a conversão, como por exemplo: mudança na vida pessoal, familiar e espiritual, batismo com o Espírito Santo, descoberta de talentos, recebimento de dons, uma chamada especial, atuação na obra de Deus etc.
- Para concluir leiam I Co 7.20.
Ideia original desconhecida da utilização do papel amassado em dinâmica.


Elaboração desta versão por Sulamita Macedo.
fonte:http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/



DINÂMICA 02 - LIÇÃO 09



Dinâmica: Saindo do casulo
Objetivo:
Mostrar a mudança que deve haver na vida de todo cristão, e que Deus está disposto a nos ajudar neste sentido.

Material didático:
Cartolina
Cola
caneta hidrocor
Fotos da borboleta nas três fazes: lagarta, dentro do casulo e uma já transformada em borboleta.

Atividade didática:
Antes da Aula:
Cole as fotos na cartolina e logo após escreva logo abaixo cada uma das fases da borboleta.
Durante a aula:
Inicie a dinâmica mostrando o cartaz e explicando que a borboleta para chegar ser o que ela é passa por uma grande metamorfose. Mostre agora aos alunos cada uma das fases que a borboleta passa. Diga que o inicio do ciclo começa com os ovos que são postos por outra borboleta geralmente em folhas de plantas. Esse período dura de alguns dias até um mês, segundo os entomologistas (especialista em insetos). Logo após, ele se transforma então, em lagarta. Nessa fase, que dura meses até mais de um ano, a pequena lagarta come mais (geralmente folhas) para crescer e guardar energias. Durante esse estagio, ela só é capaz de se alimentar, mas geralmente incapaz de se reproduzir. A seguir, passa por uma fase de imobilização, chamada crisálida. Durante a qual não se alimenta, pois estará presa em um casulo por vários dias. Quando a borboleta já estiver pronta, ela rompe o casulo. Uma vez livre do casulo, é preciso colocar as asinhas de fora. Elas ficam abrigadas no tórax. O inseto contrai o tórax e joga sangue para dentro do compartimento no qual estão as asas. Com isso, o compartimento se rompe e as asas saem. A mobilidade que o voo dá ao inseto é importante para dispersar a espécie para outras áreas deixando-a livre para voar.
Destaque também que a metamorfose não é privilégio apenas da borboleta. Outros animais, como anfíbios, também sofrem transformações. E as mudanças sofridas por esses insetos são as mais radicais.
Explique agora que a vida cristã para ser completa também exige de nós uma transformação. Não podemos estagnar nesse processo, vivendo como lagartas ou presos no casulo do eu. O cristão que vive como lagarta ou preso em um casulo não progride. A lagarta dorme numa prisão chamada casulo até se transformar em borboleta. Precisamos ser borboletas, precisamos ser transformados. Somos borboletas de Deus! Passamos pelo apertado e sufocante casulo da velha vida, mas a metamorfose nos transforma em seres ainda mais belos diante de Deus.
Por isso a borboleta é o símbolo da transformação por causa do seu processo de transmutação de lagarta para um dos mais belos insetos alado. Suas asas, com desenhos coloridos e perfeitos nos encantam, elas possuem leveza, ritmo de voo, silêncio e graça ao pousar para se alimentar das flores. Mesmo com sua aparente fragilidade e delicadeza, as borboletas com suas belas asas conseguem atravessar oceanos. O Espírito Santo também quer fazer essa transformação em nossas vidas e nos dar asas para atravessarmos os oceanos da vida!
Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.
Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!
Por Escriba Digital
http://www.ensinadorcristao.com.br  




segunda-feira, 16 de maio de 2016

Dinâmica da Lição 08: Israel no Plano da Redenção (Adultos)



Dinâmica: Três aspectos do plano de Deus para Israel

Objetivo:
Mostrar o plano de Deus para Israel na redenção.

Material didático:
03 cartolinas (de cores diferentes)
03 pinceis atômicos
Revista de adulto
Bíblia

Atividade didática:
Inicie essa dinâmica dividindo a turma em três grupos. Entregue a cada grupo uma cartolina e um pincel atômico. Explique que a lição mostra que existe uma grandeza e profundidade solenes nos capítulos 9, 10 , 11 de Romanos. Eles nos revelam como o evangelho se associa à nação de Israel, num sentido das dispensações e da história; e há três aspectos diferentes da relação de Deus com Israel: o passado (eleição), o presente (tropeço) e o futuro(restauração). Solicite que cada grupo fale sobre um aspecto específico do plano de Deus com Israel:
Grupo A – A eleição de Israel dentro do plano da redenção.
Grupo B – O tropeço de Israel dentro do plano da redenção.
Grupo C – A restauração de Israel dentro do plano da redenção.
Cada grupo irá responder as seguintes questões dentro desse plano:
- O que significa?
- Por que aconteceu?
- Como aconteceu?
- Quais os resultados desse acontecimento?
Dê aos grupos 7 minutos para responder na cartolina essas questões e 5 minutos para cada apresentação. Para isso se faz necessário que cada grupo eleja o seu líder, que será a pessoa responsável para apresentar a conclusão feita pelo seu grupo. Faça as considerações que achar necessário.


Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.

Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!


Por Roberto José
fonte: http://www.ensinadorcristao.com.br/

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Dinâmica da Lição 07: A Vida Segundo o Espírito (Adultos)


Dinâmica: Escolhendo viver segundo o Espírito.

Objetivo:
Estimular o cristão a viver segundo o Espírito.

Material didático:
Um vasilhame com água limpa
03 copos descartáveis: Um vazio, um com água limpa, outro com água suja de areia e carvão.
03 papeis escritos:
O primeiro: Crente;
O segundo: vida segundo o Espírito;
O terceiro: vida segundo a carne.

Atividade didática:
ANTES DA AULA:
Providencie 03 copos descartáveis.  Um você vai deixar vazio, outro você deverá encher com água limpa, e o último com água suja de areia e carvão (pode ser outro produto, o importante é que a água fique com aparência de suja). No copo vazio você deve colar a palavra crente, no copo com água limpa deve ser colocado as palavras vida segundo o Espírito e no copo com água suja coloque a as palavras vida segundo a carne.

DURANTE A DINÂMICA:
- Mostre os copos aos alunos.
- Coloque o copo com água limpa de um lado e o copo com água suja com uns 60 cm de distância aproximadamente. O copo vazio deve ficar no meio.
- Explique que o copo vazio representa o crente ao aceitar a Cristo que a partir daquele momento vai precisar ser cheio. Agora vá aproximando o copo vazio do copo com água suja e diga que se ele decidir se encher das coisas pecaminosas ele irá automaticamente deixando de ser cheio do Espírito de Deus ou de viver segundo o Espírito (Mostre que à medida que você vai aproximando o copo vazio do copo sujo o copo limpo vai ficando mais distante do copo vazio). Agora volte o copo vazio ao meio em seguida vá aproximando o copo vazio ao copo com água limpa e diga que à medida que formos nos aproximando de Deus e de sua santidade estamos vivendo segundo o Espírito(Mostre que à medida que você vai aproximando o copo vazio do copo com água limpa o copo com água suja vai ficando mais distante do copo vazio). Diga que o desejo de Deus é que o cristão não apenas se aproxime do copo com água limpa, mas que também seja cheio de água limpa (coloque agora a água limpa dentro do copo vazio).

- Para concluir, fale: Aqueles que vivem no Espírito devem andar no Espírito. Devemos desenvolver cada uma das qualidades do fruto do Espírito como uma parte de nossa personalidade. O fruto do Espírito tem que ser produzido na vida de cada seguidor de Cristo. Consideremos as nove características do fruto do Espírito, para ajudar-nos a desenvolver estas atitudes quando procuramos viver e andar no Espírito. Quem vive segundo o Espírito tem prática diária da vida no Espírito Santo; no andar, falar, pensar e agir segundo a vontade de Deus, no temor do Senhor, segundo a direção do Espírito Santo.


Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.

Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!


Por Roberto José

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Lição 06: A Lei, a carne e o Espírito (Adultos)


Dinâmica: Campo de batalha

Objetivos:
Refletir sobre as obras da carne e o fruto do Espírito.
Promover mudança de comportamento.

Material:
01 quadro ou cartolina
Palavras digitadas( 09 partes do fruto do Espírito e as 16 obras da carne)
01 lixeira
01 figura de uma  casa e de uma pessoa
01 rolo de fita adesiva
1/4 da folha de papel ofício para cada aluno

Procedimento:
- Leiam Gl 5. 17.
- Falem: De acordo com o texto lido, observamos que há uma batalha constante entre a carne e o espírito.
- Apresentem as 16 obras da carne e as 09 partes do fruto do Espírito.
As palavras devem estar digitadas e separadas umas das outras.
Organizem as palavras em lados contrários, simbolizando oposição.
- Falem: Para o cristão, isto é, para aquele que deseja obedecer e frutificar, há uma solução neste campo de batalha.  Leiam Gl 5.16 “Andai em Espírito e não cumprireis a concupiscência da carne”.
- Falem: Aquele que anda em Espírito, rejeita as obras da carne.
- Então, apresentem uma lixeira e peçam para que 4 alunos retirem do quadro as 16 obras da carne e coloque-as na lixeira.
- Falem: Observem o que permaneceu, apenas as 09 partes do Fruto do Espírito. É isto que devemos buscar diariamente.
- Distribuam ¼ da folha de papel ofício para cada aluno.
- Coloquem em lugar visível as figuras da uma casa e de uma pessoa. A casa vai representar a família e a figura de uma pessoa o aspecto pessoal.
- Peçam para que os alunos escrevam ações que precisam ser retiradas ou melhoradas tanto a nível pessoal e familiar.
- Solicitem para que os alunos coloquem na lixeira os papéis contendo as atitudes negativas apontadas por eles; as ações positivas, simbolizando a limpeza, a pureza, a santidade requeridas para os salvos, devem ser colocadas no quadro.
- Agora leiam Jo 15.1 a 6 e I Pe 1.15.


Por Sulamita Macedo.



DINÂMICA 02



Dinâmica: Enterrando o velho homem

Objetivo:
Conscientizar os alunos de que o novo homem é quem deve comandar a nossa vida.

Materiais didáticos:
lápis ou caneta.
Papel 40 kg
Tesoura
Vasilhame com areia
Fita adesiva

Atividade didática:
Antes da aula:
Recorte o papel 40 kg em duas partes. Desenhe em cada uma das partes do papel o contorno de um homem (caso não saiba desenhar solicite a ajuda de alguém que saiba). Escreva em cima do primeiro a palavra VELHO HOMEM, e do segundo NOVO HOMEM.
Durante a aula:
Cole cada papel em um local visível. Durante a dinâmica explique que, apesar de termos nos convertido a Cristo, existe em cada cristão uma luta constante entre o velho homem e o novo homem, ou seja, entre a velha natureza e a nova natureza. Todos os homens que vêm ao mundo nascem na condição de filhos da desobediência e com uma natureza igual a de Adão, conhecida na Bíblia como VELHO HOMEM. Agora, por crer em Cristo, você foi gerado de novo (regeneração) e tornou-se um NOVO HOMEM, pois você é criado (feito) por Deus em verdadeira justiça e santidade. No entanto, o velho homem fará de tudo para continuar reinando em sua vida, e a sua velha natureza opõe-se a sua nova natureza (carne versus espírito), o que gera uma luta no interior do cristão. Solicite neste momento que os alunos escrevam em cima do velho homem tudo que faz parte da velha natureza. Peça que todos participem. Agora diga que Paulo ensina em Romanos 6.4 que o velho home foi sepultado com Cristo no batismo (neste momento pegue o velho homem dobre e enterre na arreia) para que, assim como Cristo ressuscitou dos mortos possamos viver em novidade de vida (um novo homem). Logo após você deverá solicitar que os alunos escrevam em cima do novo homem tudo o que faz parte da nova natureza do cristão. Neste momento diga: Você deve sepultar o velho homem! Você não tem mais vínculos com o trato passado, pois tudo se fez novo. Isto é a vitória concedida por Deus através da morte de Cristo. Porém, o que lhe falta ainda? Você precisa despojar-se (jogar fora) tudo o que pertencia ao velho homem! Você precisa andar em novidade de vida. Mas para isso é preciso transformar-se pela renovação do seu entendimento. O novo homem renova-se no entendimento, o que permite andar em Espírito, ou seja, como um novo homem.

Professor, antes de dar esta aula pesquise com muito afinco todos os pontos abordados em seu Plano de Aula, pois não adianta falar só de achismo, ou porque conheceu este Blog e acha suficiente para dar aula. Entenda que eu não conheço a realidade social, psicológica, física e espiritual de seus alunos, por isso, tente chegar no âmago das dúvidas de seus alunos, não os faça de meros espectadores de um "show" de conhecimento, pois isso não será suficiente, o conteúdo precisa de aplicabilidade para a situação de vida de seus alunos e isso é o mais importante. Deguste à vontade o conhecimento, mas não ache que irá inculcá-lo de uma hora pra outra nos seus alunos, por isso procure ser criativo na exposição do assunto.
Desejamos que esta aula seja portadora de grandes frutos para vida de seus alunos!

Por Escriba Digital