Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

Fotos 19º SEMINÁRIO

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Subsídio LIÇÃO Nº 8 – SOBRIEDADE NA OBRA DE DEUS


INTRODUÇÃO
- Na sequência do estudo do livro de Levítico, estudaremos a respeito da sobriedade na obra de Deus.
- A sobriedade e o equilíbrio são indispensáveis na vida cristã.

I – O USO DA BEBIDA FORTE NA BÍBLIA SAGRADA
- Na sequência do estudo do livro de Levítico, estudaremos a respeito da sobriedade na obra de Deus.
- No livro de Levítico, vemos, logo após o episódio do fogo estranho diante do altar, uma determinação do Senhor a Arão no sentido de que os sacerdotes não poderiam beber nem vinho nem bebida forte quando entrassem na tenda da congregação (Lv.10:9), ou seja, jamais poderiam ingerir bebida alcoólica quando estivessem a oficiar.

- A primeira menção que a Bíblia Sagrada faz a respeito da ingestão de álcool é em Gn.9:20,21, quando dá notícia de que Noé plantou uma vinha e, ao produzir o vinho, acabou por se embebedar, tendo-o feito por acidente, certamente, já que, diante das novas condições climáticas advindas após o dilúvio (Gn.8:22), não tinha tido conhecimento a respeito da fermentação do suco da uva.

- Mesmo se tendo uma embriaguez acidental, o texto sagrado é claríssimo ao apontar que esta circunstância é extremamente danosa para a vida humana, pois, em virtude da embriaguez, Noé acabou expondo a sua nudez no meio da sua casa, tendo seu filho Cão o visto nu, ocasião em que, então, avisou seus dois irmãos, tendo Sem e Jafé, sem contemplar a nudez do pai, coberto a nudez de seu pai (Gn.9:22,23). Quando Noé despertou do seu vinho e soube o que acontecera, amaldiçoou seu neto Canaã, o primogênito de Cão (Gn.9:24,25).

- A narrativa deste episódio mostra-nos, de pronto, que o consumo de bebidas alcoólicas traz um sério prejuízo à vida familiar, visto que, em virtude da embriaguez de Noé, ocorreram diversos males.

- O primeiro deles foi a insensatez de Noé. Noé, um homem que achara graça diante de Deus, o patriarca de toda a humanidade, em virtude da embriaguez, simplesmente ficou nu no meio de sua tenda, passou a agir sem qualquer razão, de forma desatinada e enlouquecida. Ora, sabemos todos que a razão é um dos atributos essenciais do ser humano, a própria diferenciação dele em relação às demais criaturas terrenas.

- O álcool faz com que o homem perca este norte que lhe foi concedido por Deus e, portanto, seja capaz de realizar atos impensados e totalmente inconsequentes, cujos efeitos são, muitas das vezes, irreversíveis.

- O fato de Noé ter ficado nu demonstra que ele perdeu a razão, tendo, certamente, passado a ter uma conduta inconveniente. A nudez, não nos esqueçamos, é símbolo da falta de Deus na vida, pois foi a

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.




Dinâmica Lição 08: A Sobriedade na Obra de Deus


Dinâmica: Tesouro em Vasos de Barro

Objetivo:
Refletir sobre a importância de estar cheio do Espírito.

Material:
01 vaso de barro pequeno
01 caixa revestida com papel dourado
¼ de uma folha de papel ofício com o nome Espírito Santo.

Procedimento:
- Leiam Gn 2.7a: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra...”
- Apresentem um vaso de barro e falem que este objeto representa nosso corpo, as pessoas, a humanidade.
Observação: dentro do vaso deve estar a caixa dourada.
- Falem: O homem gozava de um relacionamento precioso com Deus, mas com o pecado, o homem perdeu este tesouro (retire a caixa dourada do vaso).
O homem perdeu a comunhão com Deus e ficou separado dEle, porém Deus por seu grande amor proveu a religação, através da salvação por meio de Jesus Cristo. Há dois grupos: os que não aceitam, preferindo permanecer sem o tesouro e os que aceitam, optando pelo resgate do tesouro.
Leiam II Co 4. 4, 5 e 7 e falem: Os que aceitam Jesus como Salvador, tem dentro de si um tesouro(coloquem a caixa dourada dentro do vaso).
Falem também: Desde a conversão e no caminhar cristão, o Espírito Santo vem atuando em nossas vidas e recebemos dádivas espirituais, tesouros.
- Então, retirem do vaso a caixinha dourada e peçam para que 01 aluno abra pra ver o que é o tesouro. O aluno deverá ler o que contém o papel: Espírito Santo.
- Concluam, lendo o versículo: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito”(Efésios 5:18).


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Vem aí, 19º SEMINÁRIO de Escola Bíblica Dominical de Curitiba



gratuitamente


Programação:


Dia 10 ago (sexta às 19:30 hs):
Pr. Antonio Siqueira, 

Tema “Características psicológicas das faixas etárias

Dia 11 ago (sábado das 14:00 às 18:00 hs):
14:00 às 16:15:
Pr. Wilton Júnior: 
“A necessidade de estratégias adequadas para cada classe de EBD

15:30 às 16:15
Pr. Newton Campos: 
“Ensino para novos convertidos”

16:20 às 18:05
Irmã Vera Carneiro (Pedagoga, da congregação do Bacacheri): 
“Distúrbios de Aprendizagem”

Estacionamentos conveniados:
Estacionamento
Valor Usuário
Local Pagamento
Controle Interno da Igreja

Endereço e Horário de Funcionamento

Durigan R$ 5,00 Por Período Estacionamento Usuário carimba ticket na portaria ou mesa de apoio. Rua Mateus Leme, 940 Sexta à noite e sábado
Araupark R$ 3,00 Igreja Pagamento realizado na mesa de apoio ou tesouraria onde é
entregue um ticket para apresentar na saída do estacionamento.
Rua Mateus Leme, 1792 Sexta à noite
Auto Park Até 6 horas: R$ 5,00 Estacionamento Colar selo no ticket na mesa de apoio. Av. Cândido de Abreu, 239 Sexta à noite e sábado


Atenção:
- Procure chegar na sexta-feira à 19:00 hs e no sábado às 13:30 hs para pegar seu crachá
- O crachá será utilizado para o acesso às palestras, e será a principal ferramenta para computar a sua presença
- Os certificados serão concedidos apenas para quem se fizer presente
- A premiação das congregações que se destacarem também será efetuada com base nas presenças.
Critérios de desempate para premiação das congregações:
1)Presença do seu Dirigente
2)Congregação mais longe do Templo Central
- Haverá equipe para cuidar das crianças nos 2 dias.
- Haverá sorteio de brindes da CPAD nos 2 dias.


Subsídio Lição 06: A Doutrina do Culto Levítico

Resultado de imagem para tabernaculo

INTRODUÇÃO
- O culto levítico é a sombra da realidade espiritual revelada na graça.
- O culto levítico aponta para Cristo e, portanto, revela os princípios imutáveis da Palavra de Deus.

I – O QUE É DOUTRINA
- Na sequência do estudo do livro de Levítico, estudaremos a doutrina do culto levítico.
- - Doutrina é palavra de origem latina, cujo significado é “conjunto coerente de ideias fundamentais a serem transmitidas, ensinadas”. Em latim, “doctrina” significa “ensino, instrução dada ou recebida, arte, ciência, doutrina, teoria, método”. Assim, a doutrina é um ensinamento, uma instrução que alguém dá a outrem. Aliás, a palavra “doctrina” é derivada de “docere”, que significa ensinar. Doutrina, portanto, é um ensinamento, um ensino, uma instrução que alguém que sabe (o sábio ou “doutor”) dá a alguém que não sabe (o aprendiz).
- Vemos, portanto, pelo seu significado latino, que “doutrina” significa ensino e, portanto, quando falamos em “doutrina bíblica” estamos a falar no “ensino da Bíblia”. Ora, a Bíblia é a Palavra de Deus e, portanto, o “ensino da Bíblia” nada mais é que o ensino da Palavra de Deus, o ensino de Deus ao homem. “Doutrina”, portanto, é o ensino que Deus dá ao homem a partir da Sua Palavra, da revelação divina à humanidade, que consta da Bíblia Sagrada.
- A primeira vez que surge a palavra “doutrina” nas Versões Almeida (Revista, Corrigida, Fiel e Contemporânea) é em Dt.32:2, onde, no cântico de Moisés, consta a expressão “goteje a minha doutrina”, palavra que é a tradução de “leqach”( לקח ), cujo significado é “ensino”, “instrução”, tanto que a palavra é traduzida por “ensino” em outras versões bíblicas (como a Tradução Brasileira, a Nova Tradução na Linguagem de Hoje e a Nova Versão Internacional). Neste primeiro aparecimento da palavra, ainda que em um contexto poético, percebe-se claramente que Moisés considera que todos os ensinos que havia dado ao povo de Israel, ensinos estes que eram resultado da revelação divina ao próprio Moisés, constituíam ensinos que deveriam ser continuamente ministrados ao povo e que representavam para este povo a sua própria fonte de vida, a sua própria renovação, pois deveriam estes ensinos “gotejarem”, ou seja, pouco a pouco, de forma contínua e permanente, cair sobre o povo, a fim de lhe dar vida, assim como a chuva e o orvalho, pela
manhã, fazem em relação à terra.
- Esta expressão de Moisés, também, mostra-nos que a doutrina é algo que vem do alto, que vem do céu, seja na forma de chuva, seja por meio da condensação do vapor d’água encontrado no ar(o orvalho), indicando-se que a doutrina não é obra do homem, mas resultado da revelação divina, de um ensino vindo diretamente da parte do Senhor.

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.


 Clique para abrir




Dinâmica Lição 06: A Doutrina do Culto Levítico


Dinâmica: Fui criado por Deus

Objetivo: Refletir sobre a perfeição da criatura humana, obra prima da criação de Deus.

Material:
½ folha de papel ofício
01 lápis grafite

Procedimento:
- Escolham um aluno e peçam para que ele permaneça diante da turma.
- Distribuam ½ folha de papel ofício para cada aluno e 01 lápis grafite.
- Peçam para que eles desenhem o colega, observando os detalhes, procurando ser o mais fiel possível ao que estão vendo. Eles devem desenhar em 1 minuto.
- Depois, recolham os desenhos e fixem no quadro.
- Observem os desenhos e deixem que os alunos analisem o resultado.
Alguém conseguiu no desenho se aproximar da realidade, isto é, reproduzir o colega? Por quê?
Observem as respostas.
Por mais que haja na turma alguém que desenhe bem, sempre haverá diferenças e o resultado não copia com exatidão os traços do colega.
Percebemos como é difícil desenhar.  Imaginem fazer o primeiro ser humano!
- Agora, falem: Olhem para seus colegas. Observem as características dos colegas, são diferentes mesmo tendo os mesmos membros, olhos, boca, nariz, orelhas etc.
- Depois, enfatizem: Só Deus tem poder para criar com tanta perfeição e diferentes características entre as pessoas. Nem mesmo os gêmeos univitelinos são iguais. E as impressões digitais? Não há um ser humano que tenha impressão digital igual ao de outra pessoa.
- Perguntem: Afinal, somos produtos da criação de Deus ou da evolução?
Aguardem as respostas.
- Para concluir, peçam para que os alunos repitam: Fui criado por Deus!


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com/