Bem Vindo!

Seja bem vindo(a) ao blog oficial da Escola Bíblica Dominical da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Curitiba. Sua participação e interação através deste blog é muito importante para o nosso trabalho. Deus abençoe!

Escola Bíblica Dominical

Escola Bíblica Dominical
Coordenador Geral Ev. Jorge Augusto

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

SUBSÍDIO DA LIÇÃO Nº 14 – VIVENDO COM A MENTE DE CRISTO



ESBOÇO Nº 14
O salvo não mais vive, mas Cristo vive nele.
INTRODUÇÃO
- A salvação faz com que morramos para o mundo e vivamos para Deus.
- O salvo não mais vive, mas Cristo vive nele.
I – O QUE É A MENTE
- Encerrando o estudo a respeito da doutrina da salvação, analisaremos a perspectiva da vida do salvo sobre a face da Terra.
- O salvo tem de viver, agora, com a mente de Cristo, ou seja, deve agir conforme a vontade do Senhor Jesus.
- O apóstolo Paulo chama os salvos de “homens espirituais” e afirma que tais pessoas tudo discernem espiritualmente e de ninguém é discernido (I Co.3:15) e a característica destas pessoas é que elas possuem a mente de Cristo (I Co.3:16).

Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.




Dinâmica Lição 14: Vivendo com a mente de Cristo


Dinâmica: Com a Mente de Cristo
Objetivo:
Refletir sobre ações preventivas e protetoras para a nossa mente que podem ser tomadas para que tenhamos a mente de Cristo.

Material:
Óculos escuro
Protetor de ouvido
01 máscara facial(do tipo que se vende em farmácia)
01 par de luvas(descartáveis)
01 figura de 01 cérebro
Procedimento:
- Apresentem a figura do cérebro.
- Falem, apontado para a figura.
No sentido figurado, cérebro é o centro da inteligência e da razão. É nele que se processam as ideias e as atitudes.
As diversas informações chegam até ele através de nossos sentidos, das mais variadas formas.
- Falem: Somos peregrinos na terra e passamos com situações adversas, pois a Bíblia afirma: “No mundo tereis aflições...(Jo 16.13).
O que vemos, ouvimos e sentimos podem dominar nossa mente. Mas, podemos viver de forma diferente com a mente de Cristo.
- Entreguem para um aluno os óculos escuros, protetor de ouvido, máscara facial e o par de luvas.
- Perguntem:
Para que servem os óculos escuros, protetor de ouvido, máscara facial e o par de luvas?
Aguardem as respostas.
Certamente, as respostas vão fazer referência que estes objetos são utilizados para proteção.
- Agora, peçam para que ele coloque cada objeto.
- Agora, perguntem:
Que ações preventivas e protetoras para a nossa mente podem ser tomadas para que tenhamos a mente de Cristo, por meio da visão, da audição, da fala e do que pegamos?
Aguardem as respostas.
Depois, recolham os objetos.
- Em seguida, iniciem o estudo da lição.

Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/


quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Subsídio LIÇÃO Nº 12 – PERSEVERANDO NA FÉ

Adultos - A obra da salvação; Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING
COMENTÁRIO: EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

LIÇÃO Nº 12 – PERSEVERANDO NA FÉ

ESBOÇO Nº 12
Aquele que perseverar até o fim será salvo.

INTRODUÇÃO
- A salvação exige uma contínua aproximação a Deus.
- Aquele que perseverar até o fim será salvo.

I – A SANTIFICAÇÃO
- N continuidade do estudo sobre a doutrina da salvação, estudaremos a questão relacionada com a perseverança na fé, um dos pontos de divergência entre os seguidores da doutrina da predestinação incondicional e os adeptos da doutrina da predestinação condicional.
- Antes de analisarmos a questão da perseverança propriamente dita, temos de analisar a questão relacionada com a santificação, que é o ato do processo da salvação que se alonga no tempo.
- Como afirma a Declaração de Fé da CGADB: “…A salvação é-nos oferecida pela graça mediante a fé no sacrifício de Jesus Cristo na cruz do Calvário. (…). No ato da aceitação, o pecador é imediata e simultaneamente salvo, justificado e adotado como filho de Deus. A partir daí, entra no processo de santificação até a sua glorificação final no dia de Cristo.…” (X,2, p.111).




Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.








Dinâmica Lição 12: Perseverando na fé


Dinâmica: Vida Frutífera

Objetivo:
Refletir sobre o cuidado que devemos ter com nossa vida espiritual e moral.
Alertar sobre a apostasia e a infidelidade a Deus.

Material:
½ folha de papel ofício para cada aluno

Procedimento:
- Distribuam a metade da folha de papel ofício para cada aluno.
- Orientem para que eles desenhem uma semente (do lado esquerdo) e uma árvore com raízes a mostra( do lado direito).
- Agora, solicitem que eles façam o seguinte:
Ao lado das raízes, o aluno deverá escrever em que ou em quem está alicerçado.
Está firmado em Deus ou sua fé está cambaleante com poucas raízes? Continua firme ou qualquer vento mais forte quer derrubá-la? É bom ter cuidado com a apostasia e com os falsos mestres.
No solo, deverá escrever qual o tipo de solo em que a semente e a árvore estão plantadas. Também como este solo tem sido tratado para que sua vida espiritual frutifique.
Na copa da árvore, deverá desenhar frutos. Que tipo de frutos tem o aluno colhido na sua árvore espiritual. Como tem se apresentado em todas as estações de sua vida?
- Para concluir, falem: Temos plantando boas sementes em solos bem preparados, receptivos a Palavra de Deus? Não façamos como o povo de Israel, com o solo do coração endurecido, rejeitou Deus, com apostasia, infidelidade a Deus.
Por Sulamita Macedo.


Sugiro que vocês proporcionem aos alunos a oportunidade de testemunhar sobre a salvação que desfrutam no tempo presente e o que esperam no futuro.

Creio que será bem proveitoso, pois através da fala deles vários pontos estudados nas lições podem ser revisados de forma prática.

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Subsídio Lição 11 - Adotados por Deus

Adultos - A obra da salvação; Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING
COMENTÁRIO: EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

LIÇÃO Nº 11 – ADOTADOS POR DEUS

ESBOÇO Nº 11

O salvo passa a ser filho de Deus.

INTRODUÇÃO
- Quem é salvo por Jesus Cristo passa a ser filho de Deus.
- A adoção é um dos atos do processo da salvação.

I – QUEM SÃO OS FILHOS DE DEUS
- Na sequência do estudo da doutrina da salvação, debruçar-nos-emos sobre um ato do processo da salvação, que é a adoção de filhos, ato do processo que, temporalmente, é simultâneo a outros atos, pois, como explica a Declaração de Fé da CGADB: “…No ato da aceitação, o pecador é imediata e simultaneamente salvo (Jo.5:24; Rm.10:9,10), justificado (At,13:38,39; Rm.3:24; Gl.2:16) e adotado como filho de Deus (Jo.1:12; Rm.8:15; Gl.4:5)” (X, 2, p.111)..

- As Escrituras Sagradas são claras ao mostrar que, quando somos salvos, nós recebemos o poder de ser chamados “filhos de Deus”, por termos crido em o nome de Jesus (Jo.1:12). E, como afirma o apóstolo Paulo, se somos filhos, somos herdeiros de Deus e coerdeiros de Cristo (Rm.8:17) e esta realidade de ser sermos filhos de Deus é testificada pelo próprio Espírito Santo que habita em nós (Rm.8:16).



Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.





Dinâmica Lição 11: Adotados por Deus


Dinâmica: Aba, Pai!

Objetivo: Refletir sobre a adoção proporcionada por Deus a humanidade, mediante a salvação em Jesus.

Material:
01 coração pequeno confeccionado de cartolina ou EVA
02 figuras de um contorno do corpo humano

Procedimento:
- Escrevam no quadro a palavra ADOÇÃO.
- Falem: Por meio da salvação em Cristo, fomos adotados por Deus. Isto aconteceu por causa do seu grande amor.
- Em seguida, leiam: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(João 3:16).
- Nesse momento, entreguem para os alunos um coração pequeno.
- Falem: Este coração representa o amor de Deus que nos alcançou quando cremos no sacrifício vicário de Cristo.
- Leiam, Jo 1.12: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome”.
- Falem: Isto fez toda a diferença em nossa vida. No passado, quem éramos e hoje quem somos?
- Fixem um desenho do contorno do corpo humano no quadro e escrevam as características abaixo, referentes ao tempo passado, antes da salvação:
Criaturas
Servos do pecado
Escravos
Sem herança
Sem direito
Perdição eterna
Culpa do pecado
- Depois, fixem o outro desenho do contorno do corpo humano no quadro e escrevam as características abaixo, referentes ao tempo presente, com a salvação:
Filhos de Deus
Filhos de adoção por Jesus Cristo
Libertos do pecado
Família de Deus
Casa do Pai
Herdeiros de Deus
Coerdeiro de Cristo
Filiação eterna
Parecidos com o pai
Amados pelo pai
Direitos e deveres espirituais
- Para concluir, leiam:
“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai”(Romanos 8:14,15).
Por Sulamita Macedo.

Sugiro que vocês proporcionem aos alunos a oportunidade de testemunhar sobre a salvação que desfrutam no tempo presente e o que esperam no futuro.


Creio que será bem proveitoso, pois através da fala deles vários pontos estudados nas 
lições podem ser revisados de forma prática.


sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Subsídio LIÇÃO Nº 10 – O PROCESSO DA SALVAÇÃO

QUARTO TRIMESTRE DE 2017
Adultos - A obra da salvação; Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING


COMENTÁRIO: EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

A salvação é um processo que termina com a glorificação.

INTRODUÇÃO

- A salvação é uma sequência de atos, ou seja, um processo.
- Por ser um processo, a salvação somente se consolida definitivamente com a glorificação.

I – O PROCESSO DA SALVAÇÃO
- A salvação é o ato de salvar e “salvar” é “livrar”, “escapar”, “retirar de uma situação de risco de morte”. A palavra “salvação” lembra-nos “salvamento” e “salvamento” nos traz à mente a ideia dos bombeiros militares, esta corporação cuja missão é retirar as pessoas de perigo de morte, de situações em que estão arriscadas a perder a sua vida, seja por causa de incêndios, acidentes, inundações e outros desastres. É esta precisamente a situação espiritual do homem quando pecou.




Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.





Dinâmica Lição 10: O Processo da Salvação


Dinâmica: A sentença do Juiz

Objetivo: Iniciar o estudo sobre a justificação.
Material:
Papéis com o nome RÉU para cada aluno de um lado do papel; do outro lado do mesmo papel deve estar escrito “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”(Romanos 3:23).
Papel com o nome ACUSADOR
Papel com o nome ADVOGADO DE DEFESA
Papel com o nome JUIZ
Papel com a seguinte afirmação “Eu declaro o homem inocente, pois foi justificado por Jesus”.
Procedimento:
- Escolher 04 alunos para representar o RÉU, ACUSADOR, ADVOGADO DE DEFESA e JUIZ.
- Os demais alunos recebem um papel com o nome RÉU, atrás deve está escrito o versículo, conforme descrição no item material.
- Aparece o aluno que representa o acusador, acusando o homem do seu pecado.
- Em seguida, vem o aluno representando Jesus como advogado, defendendo o réu(o homem) e fala que morreu no lugar dele para que tivesse perdão de seus pecados.
- Por fim aparece o aluno que representa Deus e ler a sentença dele como juiz, declaro o homem inocente, pois foi justificado por Jesus.
- Em seguida, iniciem o estudo sobre a justificação.
Por Sulamita Macedo.
Dinâmica: Nasci de novo
Objetivo: Refletir sobre a transformação que ocorre na vida daquele que recebe a salvação.
Material:
01 porção de milho de pipoca
01 porção de pipoca
Alguns piruás(grãos que não estouraram)
01 porção de óleo
01 cópia do texto “Milho de pipoca”(ver no procedimento)
Procedimento:
- Trabalhem sobre o tema da transformação que ocorre na vida da pessoa que passa pelo Novo Nascimento.
- Apresentem para os alunos uma porção de milho de pipoca e outra de pipoca.
- Perguntem: Vocês fazem ideia o que acontece com o milho para que ele se transforme em pipoca?
Aguardem as respostas. Certamente os alunos vão falar que após colocar o milho numa panela com óleo e com ação do fogo os grãos estouram.
- Falem: Este processo de transformação do grão duro em pipoca macia pode ser comparado ao estado de mudança que ocorre na vida de quem goza da salvação, libertando da casca dura do pecado, que o aprisionava para uma vida de alegria na presença de Deus, com ações e pensamentos mudados.
- Distribuam o texto “Milho de Pipoca” para cada aluno e leiam.
Milho de Pipoca
             Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira. São pessoas de uma mesmice e de uma dureza assombrosas. Só que elas não percebem e acham que seu jeito de ser é melhor. Mas, de repente, vem o fogo.
            O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor. Pode ser fogo de fora: perder um amor, um filho, o pai, a mãe, o emprego ou ficar pobre. Pode ser o fogo de dentro: pânico, medo, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos.
Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo! Sem fogo, o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca, dentro da panela fechada, cada vez mais quente, pense que chegou a sua hora: vai morrer.
            Dentro da sua casca dura, fechada em si mesma, não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo do que é capaz.
Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo, a grande transformação acontece: BUM! E ela aparece como outra coisa completamente diferente, algo que nunca havia sonhado.
            Bom, mas ainda temos o piruá, que é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente, recusam-se a mudar. A presunção e o medo são a casa dura do milho que não estoura.  No entanto, o destino delas é triste, já que ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca, macia e nutritiva. Não vão dar alegria a ninguém.
Autor: Rubem Alves.
- Depois, apresentem o piruá, aquele grão que não estourou.
- Falem: Este grão é semelhante as pessoas que não aceitam a salvação e, dessa forma, não passam pelo processo de transformação.
- Agora, falem sobre:
O óleo e o fogo, símbolos do Espírito Santo, podem representar a atuação dEle na vida da pessoa que recebe a salvação.
O barulho pode representar a alegria da transformação.
- Para concluir, leiam o versículo abaixo e falem que ele enfatiza as novas atitudes e pensamentos que devem pautar a vida daquele que passa pelo Novo Nascimento.
“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Fp 4:8).
Por Sulamita Macedo.
Dinâmica: Em cima do muro?
Objetivo: Refletir sobre a necessidade de um posicionamento quanto à santificação.

Material:
01 caixa
01 chocolate ou bala para cada aluno
Versículo digitado: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver”(1 Pedro 1:15).
01 grampeador
Procedimento:
Antes da aula:
Prendam o versículo no chocolate utilizando o grampeador
Coloquem dentro da caixa
Na aula:
- Apresentem uma caixa, não falem o que tem dentro.
- Façam um certo suspense e depois perguntem se alguém tem coragem de colocar a mão dentro caixa.
Façam uma contagem, escrevendo a quantidade dos:
Que vão colocar a mão dentro da caixa
Que não vão colocar a mão dentro da caixa
Que estão indecisos
É interessante que haja estes 03 tipos de pessoas.
- Depois, peçam para que os alunos que decidiram colocar a mão dentro da caixa, para que com cuidado ponham a mão dentro dela.
Isto deve acontecer com todos os alunos que responderam afirmativamente. Orientem para que não falem sobre o que pegaram.
Neste momento, pode acontecer de algum aluno desistir. Tente convencê-lo, mas se houver resistência, não insista.
- Falem: Nesta atividade, vocês tiveram 03 posicionamentos. Dessa mesma forma, as pessoas possuem 03 ações diferentes quanto a santificação. Uns escolhem uma vida de santidade, outros não querem e outros ficam indecisos, cambaleantes. Mas, Deus requer de nós um posicionamento quanto a uma vida de santidade.
- Para concluir, abram a caixa e entreguem para eles um chocolate, com um versículo fixado com grampeador: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver”(1 Pedro 1:15).


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Subsídio LIÇÃO Nº 9 – ARREPENDIMENTO E FÉ PARA A SALVAÇÃO

QUARTO TRIMESTRE DE 2017
Adultos - A obra da salvação; Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING

COMENTÁRIO: EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

Para ser salvo, alguém precisa se arrepender dos pecados e crer que Jesus Cristo é o Salvador.

INTRODUÇÃO
- No processo da salvação, são indispensáveis o arrependimento dos pecados e a fé em Cristo Jesus.
- Para ser salvo, alguém precisa se arrepender dos pecados e crer que Jesus Cristo é o Salvador.

I – A CHAMADA DIVINA À SALVAÇÃO
- Temos analisado, nestas lições, os aspectos gerais da salvação do homem na pessoa de Cristo Jesus, algo que foi planejado por Deus mesmo antes da fundação do mundo (Ef.1:4; I Pe.1;20; Ap.13:8). No Seu planejamento, o Senhor já decidiu que a salvação somente se daria por meio de Jesus Cristo, o Deus que Se fez homem para pagar o preço dos pecados.
- Vemos, portanto, que a salvação tem origem em Deus. A salvação foi projetada na mente divina e, por isso mesmo, é eterna (Is.45:17; Hb.5:9). Em sendo assim, não há coisa alguma no universo que possa impedir a salvação de se realizar, de modo que não é necessário a Deus, em Sua soberania, de impedir que algum ser humano possa optar entre a salvação, ou não, pois a salvação somente se dará para aqueles que cumprirem os requisitos previamente estabelecidos por Deus para a salvação, ou seja, a fé em Cristo Jesus, após Jesus ter morrido pelo pecador, entregando Sua vida por ele.



Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.





Dinâmica Lição 09: Arrependimento e Fé para a Salvação


Dinâmica: Passaporte

Objetivo: Oportunizar estudo sobre a mensagem do Reino de Deus, a forma de ingresso e permanência nele.

Material:
Bíblia Sagrada
Um passaporte(se possível) ou uma figura de passaporte
05 folhetos evangelísticos para cada aluno.

Procedimento:
- Apresentem o passaporte e perguntem:
Para que serve um passaporte?
Qual a importância do visto no passaporte?
Aguardem as respostas.
- Depois, perguntem: Qual a forma de ingresso para o Reino de Deus?
Aguardem as respostas.
- Resuma as respostas com a leitura de Jo 3. 3: “Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o Reino de Deus”.
Então, digam este é o passaporte para a entrada no Reino de Deus.
- Acrescentem que a mensagem do reino proclama o arrependimento (Mc 1.15)” ... O tempo está cumprido e o Reino de Deus está próximo. Arrependei-vos e crede no evangelho”.
Enfatizem que esta era a mensagem que Jesus pregava durante o exercício de seu ministério.
- Falem que o visto de permanência no Reino de Deus ocorre com a observância dos princípios deste reino. Então, leiam com os alunos as bem-aventuranças (Mt 5.3 a 11) de forma compartilhada, para dinamizar a leitura.
- Leiam também Gl 5. 22. Falem também que no Fruto do Espírito, encontramos outros valores para serem exercitados pelos integrantes do reino.
- Para concluir, falem da necessidade da divulgação da mensagem do Reino de Deus para que outros sejam resgatados do reino das trevas.
Distribuam 5 folhetos evangelísticos para cada aluno e orientem para que eles entreguem no caminho para casa, ao sair da EBD.


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Subsídio LIÇÃO Nº 8 – A SALVAÇÃO E O LIVRE-ARBÍTRIO

Adultos - A obra da salvação; Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING

COMENTÁRIO: EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ESBOÇO Nº 8

A questão do livre-arbítrio é um dos temas mais polêmicos que tem surgido na história da igreja, mas que foi enfrentado pelo apóstolo Paulo na epístola aos romanos.

INTRODUÇÃO
- Prosseguindo o estudo da doutrina da salvação, analisaremos a questão do livre-arbítrio.
- É sabido que este tema é um dos que mais dividem os estudiosos das Escrituras Sagradas, de modo que, sem querermos ter o condão de encerrar uma discussão milenar, devemos humildemente apresentar as versões existentes e demonstrar aquela que é acolhida pela nossa denominação, lembrando, a propósito, o posicionamento de Martinho Lutero, um dos principais defensores de uma das correntes de pensamento, de que se trata de um ponto secundário da doutrina, tanto que só foi tratado pelo apóstolo Paulo a partir do final do capítulo 8 da epístola, quando já se havia falado a respeito do valor da salvação do homem por Cristo Jesus.

I – A SOBERANIA DIVINA
- Antes de adentrarmos à discussão do tema desta lição, não podemos deixar de verificar o contexto em que ele surge na epístola aos romanos, pois isto é fundamental até para a compreensão do ensino de Paulo a respeito, em passagem que já se disse ser uma das mais difíceis das Escrituras Sagradas.



Para continuar lendo este artigo baixe o anexo no link abaixo.





Dinâmica Lição 08: Salvação e Livre-Arbítrio


Dinâmica: Livre-arbítrio

Objetivos:
Estudar sobre o livre-arbítrio diante da escolha entre a salvação e a perdição.

Material:
01 caixa de cor preta, com um objeto pesado dentro, pode ser livro, areia etc.
01 caixa de cor branca, com o versículo dentro:
“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”(Mateus 11.28 a 30)..

Procedimento:
- Falem sobre o pecado e suas consequências, do fardo que o homem carrega quando peca.
- Escolham um aluno e solicitem que fique em pé na frente da turma.
- Entreguem a caixa preta para este aluno e continuem falando sobre o pecado e suas consequências.
- Depois de um certo tempo, perguntem para o aluno: Está incomodado? Está pesado?
Certamente o aluno responderá que está incomodado com o peso que está segurando.
- Falem que há uma solução para isto. Então leiam João 1.29: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”, enfatizando a palavra TIRA e nesse momento retirem o objeto ou a fruta das mãos do aluno e coloquem sobre uma mesa ou cadeira.
- Em seguida, entreguem para ele a caixa de cor branca.
- Perguntem para o aluno: Como está se sentindo agora?
Falem que só Jesus pode nos perdoar, livrando-nos do fardo do pecado.
- Peçam para que a abra a caixa branca e leiam o conteúdo do papel que está dentro:
“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”(Mateus 11:28-30).
- Depois, coloquem diante dele a caixa branca e a caixa preta.
- Falem: O homem pode escolher entre a salvação e a perdição(apontando para as caixas). Mesmo conhecendo sobre a perdição e salvação, o homem tem o livre-arbítrio para escolher.
Mas, enfatizem que Jesus nos concede o perdão, mas o pecador deve reconhecer que pecou, confessar suas culpas através da oração e abandonar o pecado.
Mesmo conhecendo sobre a perdição e salvação, o homem tem o livre-arbítrio.
- Depois, leiam: “Disse-lhes Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vem ao pai senão por mim”(Jo 14.06).
- Perguntem para o aluno:
Qual a caixa que você escolhe?
Certamente ele vai dizer que a caixa branca, que representa a salvação, tendo em vista já ser um crente.
- Falem: Muitos como você também, através do livre-arbítrio, também escolheram a salvação. Entretanto, outros escolheram viver no pecado. Nós precisamos propagar o evangelho de salvação, para que eles não se percam.


Por Sulamita Macedo.
fonte: http://atitudedeaprendiz.blogspot.com.br/